Elsie M. Taveras, MD, MPH, chefe da Divisão de Pediatria Geral e diretor do Hospital Geral de Massachusetts publicou junto com seus colegas resultados de avaliações sobre a obesidade em crianças. Diversas crianças em idade escolar foram observadas e os resultados comparados divulgados na revista JAMA (The Journal of the American Medical Association) Pediatrics. O trabalho envolveu 549 crianças com idades entre 6 e 12 anos. Foram escolhidas para a experiência crianças com o IMC (Índice de Massa Corporal) acima da linha aceitável. As crianças foram divididas em três grupos, com as equipes tendo acesso ao programa de apoio.

O índice de massa corporal é um índice aceito universalmente e que mede o nível de obesidade, recomendando-se que ele não seja a única fonte utilizada nesta determinação.

Publicidade
Publicidade

Após um ano de observações, as crianças submetidas a este tratamento com apoio de computadores, tiveram quando comparadas com crianças em tratamento normal, um menor crescimento do IMC. O experimento teve a participação dos familiares quando no acompanhamento residencial. Esta melhoria do índice ocorreu para 94,4% das crianças envolvidas.

Os dados obtidos foram apresentados para a comunidade médica com a aceitação formal dos resultados. Assim, a partir daí as entrevistas motivacionais e participação dos familiares com suporte de programas de computadores demonstrou o sucesso. Como resultado os pesquisadores desenvolveram materiais educativos com foco em comportamentos com diversas outras recomendações.

A saúde das crianças e prevenção de doenças, entre as quais a obesidade está como causadora é incentivada como uma das formas de evitar a depressão consequente do isolamento destas crianças pelos colegas de turma.

Publicidade

Assim os programas que utilizam os pais como apoio para resgate de seus filhos, tem apoio e orientação de incremento.

Assim, quando ouvir seu filho voltar da escola com a cara triste e lhe lança apelos onde diz: ninguém gosta de mim na escola; sou inferior aos meus amiguinhos; prefiro morrer a continuar gordo deste jeito, procure imediatamente um médico pediatra que utilize estas técnicas de entrevistas motivacionais e programas de computador para acompanhamento residencial das crianças sob tratamento. Uma das melhores maneiras de mostrar amor por um filho é cuidar de sua saúde. Se esta técnica não estiver disponível procure outra qualquer, a saúde se seu filho é um bem a ser preservado. #Curiosidades #Medicina