A situação epidemiológica do Brasil é preocupante. O número de casos de dengue transmitido pelo mosquito Aedes aegypti vem aumentando drasticamente em todo país. Somente no estado de São Paulo, os casos confirmados ultrapassam 100.000, resultado que representa alta de 116% referente ao mesmo período de 2014 (dados da Secretaria Estadual da Saúde).

Assim, vários municípios decretaram epidemia, mas ainda há resistência de alguns prefeitos em reconhecer o problema, afirmando promover ações para o combate ao mosquito. O número de mortes confirmadas no estado chega a 70, dessas, 30 estão em investigação. Segundo o Ministério da Saúde, as condições climáticas e mesmo a crise hídrica influenciaram o cenário da dengue no país.

Publicidade
Publicidade

No período de chuvas do mês de abril, possivelmente, aumentará o número de pessoas infectadas. Com as montanhas de lixo nos municípios sem serem coletadas e ainda os antigos materiais acumulados nos quintais das casas, os riscos são ainda bem maiores. A água parada no material deve ser coletada diariamente, sendo essa uma responsabilidade dos proprietários.

O estado do Acre, norte do país, é onde há maior incidência da doença. Na região sudeste, temos o maior número de notificações e no município de Sorocaba (SP) é onde tem o maior número de infectados.

As notificações da Febre Chikungunya (doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, também transmitido pelo mosquito Aedes aegypti), já chegam a 1.050 casos autóctones, sendo que 1.000 infectados estão em investigação (dados do Ministério da Saúde).

Publicidade

Para que ocorra o controle e prevenção da doença, o Ministério da Saúde desenvolveu atividades e delegou à todas as secretarias estaduais e municipais do país.

A prevenção de ambas as doenças é combater os focos de acúmulo de água. Além disso, é preciso limpar os recipientes, pois, caso os ovos depositados permaneçam e secarem, eles podem resistir por vários dias, mesmo sem o líquido, dando continuidade ao ciclo evolutivo do Aedes aegypti, assim que voltar a haver água parada no local.

Outra forma de prevenção é fazer uso de repelente caseiro ou repelente comercial de alta eficácia, que contenha em sua substância Icaridina 25%. #Educação