Existe vida alienígena? Esta é uma questão universal que assombra a humanidade há muito tempo e que poderá ser respondida dentro de uma década. A NASA (National Aeronautics and Space Administration -traduzido para o português como: Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço) nunca esteve tão determinada em encontrar vida fora do planeta Terra como atualmente. Isto porque, pesquisas têm sido realizadas em torno do assunto.No início deste mês, a cientista-chefe da NASA, Ellen Stofan, previu que em até 2025 teríamos indícios da existência de vida em outros planetas e que em até 2030 estas evidências seriam comprovadas cientificamente.

Pouco tempo depois da declaração de Ellen, veio o anúncio oficial de que a NASA reuniu um time qualificado das melhores universidades e centros de pesquisa dos Estados Unidos da América.

Publicidade
Publicidade

A definição deste grupo teria como propósito estudar de maneira minuciosa e detalhada os mais de mil exoplanetas conhecidos na Via Láctea com o objetivo de compreender os fatores desconhecidos sobre eles, visando as características que tornam um mundo possivelmente habitável que possa abrigar seres vivos.

O projeto para a investigação destes exoplanetas chama-se NExSS (Nexus for Exoplanet System Science) e promoverá um estudo científico sistêmico agregando várias interdisciplinas como: ciências na Terra, ciência planetária, heliofísica e astrofísica. Somente unindo todas estas áreas do conhecimento é que será possível compreender a complexidade que envolve os planetas. Assim como disse o diretor de ciência planetária da NASA, Jim Green: "Esse esforço interdisciplinar conecta times de pesquisa de ponta e fornece uma abordagem sintetizada na busca por planetas com o maior potencial para sinais de vida."

Uma das equipes do NExSS vai ser responsável por estudar os elementos químicos detectados na atmosfera dos outros mundos, como metano e oxigênio, para tentar descobrir suas origens biológicas.

Publicidade

Uma outra equipe, composta por climatologistas, irá analisar a luz que passa por essas atmosferas para tentar descobrir se elas são capazes de fornecer condições de vida. Além de envolver uma gama muito maior de outros cientistas profissionais de outras áreas.

Por enquanto, resta aos curiosos seres humanos esperar ansiosamente os resultados da NASA frente a esta questão. #Curiosidades