Profissionais que escreveram um artigo em uma revista científica, especializada em medicina e esportes disseram que a alimentação enriquecida de carboidratos e o açúcar é o fator determinante para a obesidade e não a falta de atividade física no dia a dia.

A maioria dos diagnósticos de obesidade estão associada ao consumo exagerado do açúcar e carboidratos, e não a falta dos exercícios físicos. De acordo com o médico britânico a alimentação super calórica causa muito mais fatores de risco a saúde das pessoas do que os que são sedentários mesmo sendo fumantes ou fazendo o uso de bebidas alcoólicas. O artigo publicado no Journal of Sport Medicine, ainda dá exemplos para comprovar que a péssima alimentação é o maior empecilho para quem quer emagrecer, isso porque se uma pessoa consumir 300 calorias, terá que se exercitar fazendo uma caminhada de 5 km para queimar essas 300 calorias consumidas.

Publicidade
Publicidade

Um dos responsáveis pelo estudo diz que o crescimento de obesos no período de 30 anos aconteceu rapidamente, sem que houvesse transformação na prática de exercícios físicos, diferente que aconteceu com o consumo de calorias que amentou em grande escala nos últimos anos. A OMS (Organização Mundial da Saúde) traz dados alarmantes da quantidade de obesos adultos que dobrou desde do ano de 1980, e em 2014 passa de 600 milhões de pessoas com obesidade.

​O vice-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), João Eduardo Nunes Salles alerta que o consumo exagerado de açúcar e carboidrato é o fator que desencadeia problemas de saúde, mas indica a atenção aos alimentos ricos em gordura e proteína. O endocrinologista recomenda o uso de carboidratos não refinados e evitar o consumo de gordura.

Publicidade

O consumo excessivo de proteína calórica e refrigerante diminuiu nos últimos seis anos, mas 29% ainda se alimentam exageradamente de gordura animal e 20% tomam refrigerante mais de quatro vezes na semana. Alimentos que contem adição de açúcar são consumidos diariamente por 18% das pessoas. Já os praticantes de exercício físico aumentaram consideravelmente em 18% nos últimos seis anos.

Fazer atividade física é importante, mas o fundamental para emagrecer é se atentar a alimentação, pois os exercícios muitas vezes  não sobrepõem as colorias consumidas. #Dicas #Dieta