Os dentistas são a única classe profissional responsável pelos clareamentos dentais, ou seja, ninguém mais está apto a recomendar a aplicar tal tratamento com eficácia, segurança e resultados que levem em consideração saúde e estética.

Estão disponíveis várias metodologias para o clareamento dental hoje em dia. Algumas utilizam géis ácidos em consultório odontológico numa concentração de a partir 25%, são concentrações elevadas. Já os clareamentos ditos caseiros precisam também da indicação e orientação odontológica para evitar sensibilidade, escolher a concentração adequada e tempo de tratamento. Esses contém concentração que varia de 3% a 22%.

Nova lei da ANVISA no Brasil

De acordo com a ANVISA a venda de produtos clareadores só podem ser realizadas com receita prescrita por cirurgiões dentistas.

Publicidade
Publicidade

Porque disso? Por que é comum ter relato de caso de pacientes que simplesmente resolveram achar que Gisele Bündchen ficou linda com os dentes super brancos usando simplesmente fitas dentais. O resultado disso foi desastroso, pacientes empolgados com a propaganda adquiriram um produto totalmente contra os princípios de um tratamento -  você sabe o quanto seu dente é branco, ou amarelo? Qual a porcentagem você quer clarear? Quem vai acompanhar isso? O produto que o seu amigo usou vai causar danos a seus dente?

Muitas pessoas neste período utilizaram além dos produtos da propaganda da modelo, outros produtos de concentração muito acima que o usual, ou necessário aos dentes, causando sensibilidade dentinária ou até a morte da polpa dental , acarretando dor e necessidade de tratamento endodôntico (vulgo fazer o canal).

O que a ANVISA determina é o seguinte: a dispensação de agentes clareadores dentais contendo substâncias de peróxido de carbamida, em concentração superior a 3%, está sujeita a prescrição odontológica, que seja obrigatória na embalagem desses produtos a tarja vermelha e em destaque que precisa da prescrição odontológica para adquiri-los.

Também fica restrita a propaganda desse produto de forma menos banal e mais consciente, afinal, o uso indiscriminado pode sim fazer mal invés do que se espera apenas clarear.

Publicidade

#Beleza #Opinião #Comportamento