Um redemoinho de poeira foi visto na manhã de quinta-feira (30) na cidade de Joinville, em Santa Catarina. O fenômeno ocorreu no bairro Vila Nova e foi gravado por Carlos Lapa, estudante de biologia da Universidade da Região de Joinville - Univille. Segundo a explicação do meteorologista Leandro Puchalski em seu blog, esses redemoinhos podem ser vistos em dias quentes, sem vento e com baixa umidade do ar.

O fenômeno acontece quando há um aquecimento intenso na superfície da terra, gerando uma alteração na pressão atmosférica, que faz o vento circular em uma velocidade moderada. Segundo Puchalski, no caso de Joinville, o calor do asfalto foi transferido para a parcela superior de ar, que se elevou em espiral, formando um funil visível devido à poeira no chão.

Publicidade
Publicidade

Redemoinhos de poeira são comuns em períodos de temperaturas elevadas, áreas abertas e céus sem nuvens, podendo atingir até 10 metros de altura. Normalmente, não causam prejuízo, pois não atingem alta velocidade. Também são popularmente conhecidos por torvelinho, remoinho, diabo da poeira, pé-de vento ou rastro de Saci-Pererê. O vídeo do redemoinho em Joinville pode ser visto no site do Clic RBS.

Pelo Brasil

Outro redemoinho de poeira foi flagrado na cidade de Araguapaz, no nordeste de Goiás, em fevereiro desse ano. O vídeo, disponível no site do G1, apresenta um redemoinho de areia com mais de 10 metros de altura. O fenômeno assustou bastante os moradores da região e quem trafegava pelo local, e só se dissipou ao entrar em contato com o asfalto. Arrancou alguns objetos pelo caminho, como uma placa de trânsito, mas não ocasionou estragos maiores.

Publicidade

Redemoinho, tornado ou furacão?

Ciclone, tufão e furacão são denominações diferentes para um mesmo fenômeno, originado em mares de águas quentes. Segundo a Super Interessante, referem-se às mais fortes tempestades na #Natureza, chegando a 1.000 metros de diâmetro, com ventos a no mínimo 120 km/h. O olho do furacão é uma região mais calma, com até 16 km de diâmetro, enquanto o turbilhão ao seu redor pode ultrapassar 300 km/h. Já os tornados são tormentas breves e violentas, que podem aparecer em qualquer lugar. Os funis apresentam poucos metros de diâmetro, mas atingem até 800 km/h, o suficiente para deixar um grande rastro de destruição. Os redemoinhos de poeira não são classificados como tornados. #Curiosidades