Todos sabem como é desagradável, não importa em que condição seja, ter que tirar o sapato ou o tênis em público e não estar preparado para tal. O não estar preparado pode não indicar relaxo da pessoa com sua higiene, mas certamente revela falta de cuidados, principalmente se a pessoa sabe que este fato já se repetiu em diversas outras ocasiões.

Tenha ou não se repetido, evite perder a futura namorada ou, pelo menos, ouvir por trás de você, ainda que abafados aqueles sorrisinhos, alguém tampando o nariz, outras pessoas manifestando algum tipo de desconforto.

O mau cheiro nos pés (vulgarmente chamado de cecê ou chulé) é cientificamente chamado bromidrose.

Publicidade
Publicidade

Uma forma gentil de definir este problema é dizer que ele representa o suor que apresenta um odor desagradável e que pode acontecer nos pés ou nas axilas. Maneira formal e educada. As pessoas podem ser um pouco mais grosseiras e dizer abertamente que alguém deixou a porta do chiqueiro aberta. São dois extremos de reações que a pessoa mesma pode evitar. Basta seguir algumas regras simples.

Ele ataca muito os jovens que costumam utilizar tênis com bastante frequência e, em profissionais que tem a necessidade de utilizar sapatos fechados sem que possam trocar durante o período de trabalho.

É importante seguir as recomendações consultadas em diversas bulas ou em recomendações de pessoas que, por não aguentarem tanta vergonha, acabaram consultando um médico que certamente foi gentil. O problema é corriqueiro e ele já está acostumado aos chorosos lamentos e por isso já os corta logo de início.

Publicidade

Para evitar o aparecimento da bromidrose recomenda-se que a pessoa:

· Mantenha uma adequada higiene dos locais utilizando antissépticos;

· Seque a pele após o banho com cuidado;

· Troque diariamente de vestuário;

· Dê preferência a sapatos abertos;

· Mantenha os calçados limpos e secos;

· Evite deixar a pele úmida por muito tempo.

Pronto, este é o caminho certo para que a população de microrganismos (esquecemos de dizer que, em primeira instância eles são os grandes responsáveis), com o consequente controle sobre o suor. Se a pessoa tiver hiperidrose (suor em excesso) as medidas indicadas devem ser associadas com produtos que sejam contra a transpiração.

O recomendável mesmo é consultar um bom médico dermatologista para evitar qualquer problema com automedicação. Depois disso pronto, pode andar tranquilo e longe dos problemas daquelas pessoas que tem um chulé danado. Ao topar com alguma não faça com ela o que não gostava que lhe fizessem. #Medicina