O verão já acabou e mesmo assim a dengue continua presente na rotina da maioria dos brasileiros. As mortes causadas pelo mosquito Aedes Aegypti aumentam, mesmo durante o inverno, preocupando a população que faz o máximo para manter-se longe dos focos do inseto.

Se você acha que o outono e o inverno evitam o aparecimento e a reprodução do mosquito da #Dengue, está muito enganado: com o aumento das chuvas e queda das temperaturas, o mosquito ainda continua se reproduzindo em calhas, pneus velhos, terrenos baldios e em outros tipos de acúmulos de água parada.

As geadas noturnas, muito comuns nas estações frias, formam pequenas poças de água, facilitando a proliferação do inseto.

Publicidade
Publicidade

Com a falta de sol para secar os eventuais acúmulos de água da chuva e orvalhos, o mosquito pode se reproduzir em locais tão pequenos que fica quase impossível perceber onde seus ovos foram depositados. Para isso, mantenha a atenção sobre vasos de plantas, buracos em paredes, plantas que acumulam água em suas folhagens e até mesmo na tigela de água dos animais domésticos.

Se você foi infectado pela primeira vez no verão ou na primavera pelo mosquito da dengue, saiba que é preciso tomar cuidados redobrados para evitar a segunda infecção: os anticorpos que foram criados para protegê-lo na primeira infecção imunizaram seu organismo para que você fique mais protegido.

Porém, se mesmo assim você contrair a doença novamente, seu sistema imunológico acabará liberando uma quantidade exagerada de anticorpos que podem causar lesões nas paredes dos vasos sanguíneos.

Publicidade

Além disso, o vírus da dengue é capaz de destruir plaquetas (elementos que coagulam o sangue), fazendo com que as hemorragias se agravem. Isso acaba causando sangramento em alguns órgãos. A pressão arterial cai consideravelmente, podendo levar o paciente a morte.

Portanto, lembre-se: os sintomas são dor de cabeça intensa, dores musculares, febre aguda e erupções na pele.

Mantenha sua casa protegida do mosquito da dengue, mesmo nas estações frias. #Dicas #Medicina