Começou a valer hoje, 23 de julho, a distribuição gratuita e unificada de antirretrovirais, batizados de "pílulas do dia seguinte para AIDS". Com isso, a partir desta quinta, todas as pessoas que passaram por situações de risco, ou seja, que tenha sido exposta à contaminação pelo vírus HIV, responsável pela doença, terão maior facilidade para receber a dose.

De acordo com o Ministério da Saúde, a medida serve para ampliar o atendimento à população, antes restrita a um grupo específico de pessoas em situação iminente de risco, que era determinada por cada posto responsável pela distribuição. Dessa forma, o indivíduo que procurava um centro de saúde, com foco em vítimas de abuso, por ter tido relações consentidas sem preservativos não conseguiam a pílula.

Publicidade
Publicidade

A regra, publicada no Diário Oficial da União, institui que todos os postos - especializados em DST-Aids ou centros de emergência - devem estar aptos a atender a qualquer caso, que inclui desde relações sem proteção, vítimas de violência, até profissionais da saúde que entraram em contato direto com material infectado, como seringas.

Para que a "pílula do dia seguinte" tenha efeito esperado, é necessário que a pessoa procure o posto até 72 horas após o possível contato com o vírus, sendo que o ideal é iniciar duas horas após o ocorrido. O tratamento, chamado profilaxia pós-exposição, deve ser continuado por 28 dias sem interrupção para que seja eficaz.

Segundo o diretor do Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita, até dezembro o órgão irá lançar um aplicativo para smartphones contendo informações importantes sobre o antirretroviral, assim como endereço dos postos mais próximos com o intuito de agilizar o atendimento e início do tratamento.

Publicidade

Para 2016, o Ministério da Saúde prepara outra ação para diminuir a incidência da AIDS no país. Está em processo de captação de voluntários o estudo de uma pílula para ser ingerida antes da exposição a uma situação de risco, como uma relação sem preservativo. #sistema de saúde