Mais uma vez, surgem os questionamentos em relação ao uso da suplementação do óleo de peixe e seus benefícios para a saúde. Sabe-se que este tipo de gordura, encontrada, principalmente, nos peixes de águas profundas, podem ter efeito benéfico em pacientes que sofrem de alterações cardíacas e como fator preventivo de ocorrências de ataques cardíacos e tromboses.

Outro efeito deste composto, é a sua ação benéfica no desenvolvimento cognitivo de muitos pacientes. A literatura científica mostra que ação do ômega 3 é importante para o correto funcionamento do corpo humano. Ele não é fabricado pelo nosso corpo, sendo necessário obtê-lo de fontes externas.

Publicidade
Publicidade

Este tipo de gordura ajuda a normalizar as quantidades de hormônios em nosso organismo. Estes são responsáveis por regular o funcionamento normal do nosso corpo. Nem todo tipo de gordura é ruim. Elas constituem matéria prima na fabricação dos hormônios.

Outro efeito bastante associado ao uso do ômega 3 é a sua capacidade anti-inflamatória. Este efeito é consenso comum entre os pesquisadores. Ele  participa no processo que ajuda a diminuir o processo inflamatório ao inibir a cascata de reações químicas que favorecem a inflamação. Daí, também, o seu uso em pacientes com câncer e em tratamento quimioterápico.

Sabe-se que o tumor, ao invadir um órgão, cresce por provocar um processo inflamatório. O uso de ômega 3 é aplicado para que esta inflamação não ocorra, o que não deixa o tumor crescer e se proliferar, através das conhecidas metástases.

Publicidade

O estudo, cujo resultados foram divulgados recentemente no Jornal da Associação Médica Americana, questiona o efeito cardio-protetor e o seu efeito positivo sobre a capacidade cognitiva deste tipo de gordura. Segundo o mesmo, foram avaliados os efeitos da ingestão de ômega 3 em pacientes e seu efeito cardio-protetor e pró-cognitivo. 

O estudo durou cerca de cinco anos e um terço dos pacientes receberam suplementação com ômega 3 e a outra parte apenas uma suplementação com placebo, sem efeito nenhum. Os resultados mostraram quase nenhum efeito positivo sobre o declínio cognitivo dos que receberam a suplementação com ômega 3.

Os cientistas questionam o fato de que o uso de suplementação pode não trazer benefício algum, porém, a recomendação muito difundida de que a ingestão de alimentos ricos em ômega 3 é que traria os benefícios maiores para o coração e para o cérebro. Ainda assim, estudos realizados entre os anos de 2005 e 2012 sobre o efeito protetor da suplementação com óleo de peixe, e publicados em várias revistas mé#Dicas respeitadas, não mostraram qualquer efeito significativo sobre a saúde cardiovascular.

Publicidade

De acordo com especialistas da American Heart Association, este seria o momento adequado para se reformular as recomendações médicas sobre o consumo deste tipo de suplemento. De acordo com Robert Eckel, ex-chefe do órgão, todos os estudos mostram que não existem efeitos tão benéficos quanto se pensa.

O mercado atual movimenta milhões anualmente com a venda e consumo deste suplemento. As pessoas devem estar atentas, pois, o uso de suplementos, cujo efeito ainda é incerto, pode colocar em risco a própria saúde. #Medicina #Alimentação Saudável