Casos de câncer de pele são comuns no Brasil, isso porque a exposição exagerada aos raios ultravioletas implica em consequências e, a doença é uma delas. Ao todo, 25% dos casos de tumores malignos diagnosticados em território nacional são de câncer de pele.

A doença surge devido ao crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele, assim, o tipo de câncer será definido de acordo com a área da pele atingida. O melanoma é o tipo mais grave da doença, podendo ser letal, enquanto a não-melanoma, quando detectada precocemente, pode ser curada.

Sintomas

Somente um exame clínico poderá resultar num diagnóstico eficaz, mas, é muito importante ficar alerta aos sintomas que podem aparecer de forma lenta, porém progressiva.

Publicidade
Publicidade

Para detectar a doença atente-se à manchas avermelhadas que surgem na pele, lesões que demoram a cicatrizar ou sinais que crescem no decorrer dos anos, coçam ou sangram.

Os casos da doença são mais comuns durante a idade adulta, aproximadamente a partir dos 50 anos, afinal, quanto maior o tempo de vida, maior é a exposição, mas, não trata-se de uma regra, por isso o cuidado é essencial em qualquer faixa etária.

O câncer de pele incide mais entre homens do que mulheres e, em muitos casos pode estar ligado ao histórico familiar.

Tratamento

Quando a doença for detectada será dado o início do tratamento, que consiste na retirada da lesão, através de cirurgia. O tecido ao redor da lesão também deverá ser retirado.

Para casos mais graves de câncer de pele são indicados tratamentos de quimioterapia ou radioterapia.

Publicidade

Prevenção

Todos precisam se proteger dos raios ultravioletas, principalmente pessoas com pele clara, sardas, cabelos claros ou ruivos e olhos claros. Quem possui antecedentes familiares com histórico da doença deve redobrar os cuidados com a exposição ao sol. Nesses casos, principalmente se associado a outros fatores de risco, os cuidados devem ser ainda mais intensos.

Para evitar problemas com a saúde da pele adote medidas simples de proteção, como o uso de chapéus, protetores solares e evitar exposição solar entre 10 e 16 horas. #Beleza #Dicas #Blasting News Brasil