Cientistas descobriram o primeiro indício de que água salgada pode fluir na superfície de Marte, durante os meses de verão do planeta vermelho. Embora a composição da água e fonte sejam desconhecidas, a descoberta  poderá acarretar a possibilidade do planeta ser mais parecido com a Terra no sistema solar, podendo acolher a vida microbiana.

Os cientistas desenvolveram uma nova técnica de analise através de mapas químicos da superfície marciana, obtidos pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter, agência aeroespacial dos Estados Unidos, Nasa. Os cientistas da NASA, revelaram nessa segunda-feira que flui água alternadamente na superfície de Marte.

Publicidade
Publicidade

A agência convocou uma entrevista coletiva para segunda-feira. O tema será estudado para novos resultados de análise das imagens da sonda Mars Reconnaissance Orbiter, confirmando que a água salgada que flui para baixo nas encostas marcianas é responsável por faixas escuras vistas em manchas na superfície do planeta.

Eles encontraram algumas marcas reveladoras de sais que formam na presença de água em canais estreitos nas encostas de rochedos por toda região equatorial do planeta. Declives esses, que foram relatados pela primeira vez em 2011, surgiram durante os meses quentes do verão marciano e desaparecem quando caem as temperaturas. A sonda Mars Reconnaissance Orbiter faz medições durante a parte mais quente do dia marciano, cientistas acreditam que indícios de água ou de marcas de minerais hidratados teriam se evaporado.

Publicidade

Agência Espacial Americana descobriu em marte também há água no estado líquido. A água salgada aparece na superfície marciana durante o verão e aos poucos vai desaparecendo. E se em Marte há água, também há a possibilidade de que também exista vida. O problema para a NASA agora é descobrir de onde vem a água, supõe-se que ela esteja depositada em imensos aquíferos subterrâneos congelados.

Os cientistas criaram um programa de computador que consegue esmiuçar os pixels individuais. Esses dados depois foram correlacionados com as imagens de alta resolução das faixas. Os cientistas então se concentraram em faixas mais largas e encontraram uma combinação perfeita entre suas localizações, constatando a presença de sais hidratados. #Curiosidades #EUA