Em agosto, foi realizada uma Correção Endovascular de Aneurisma Justarenal da Aorta com endoprótese customizada, cirurgia inédita na cidade de São José dos Campos, que implantou um dispositivo exclusivamente desenvolvido para o paciente.

A cirurgia foi realizada no Centro Cardiovascular Avançado no #Hospital viValle e teve quatro horas de duração. O paciente recebeu o implante de uma endoprótese customizada, além de outras cinco endopróteses padrões. O paciente já recebeu alta médica e passa bem.

A aorta é a maior artéria do corpo humano. A dilatação permanente desta artéria é conhecida como aneurisma da aorta, causada pelo enfraquecimento da parede arterial.

Publicidade
Publicidade

As causas da doença são considerados degenerativas, mas estão intimamente relacionados com fatores como hipertensão arterial e tabagismo.

Quando ocorre o rompimento do aneurisma, a mortalidade pode chegar a taxas entre 80%  e 100% para os pacientes que chegam ao hospital, e mais de 50% para os submetidos à cirurgia de emergência para reparar o dano. O rompimento do aneurisma é a principal complicação da doença.

O #Tratamento cirúrgico convencional para aneurismas complexos da aorta é um procedimento de grande porte e alta complexidade técnica, que envolve grandes incisões e, em alguns casos, a necessidade de parada da circulação sanguínea por um período, para que o segmento do vaso doente seja substituído por uma prótese.

Esse tipo de procedimento requer longo tempo de anestesia geral, grande quantidade de transfusões sanguíneas, apresenta riscos de complicações cardiorrespiratórias e outras possíveis complicações como nos rins, por exemplo.

Publicidade

Para a recuperação, o paciente precisa de tempo prolongado em UTI, aumentando o tempo de internação hospitalar.

Em contrapartida, a Correção Endovascular de Aneurisma da Aorta é um procedimento minimamente invasivo, que introduz, através de pequenas incisões, uma ou mais próteses, chamadas de endopróteses, na aorta doente, fazendo com que o fluxo sanguíneo passe a ser feito por dentro destes dispositivos, eliminando a dilatação que caracteriza o aneurisma.

Nesta técnica não há necessidade de suspensão da circulação sanguínea, o que reduz os riscos cardiorrespiratórios, deixa o paciente menos tempo sob anestesia, demanda tempo reduzido de internação em UTI e apresenta uma recuperação mais rápida.

Endoprótese customizada

 As endopróteses, são dispositivos conhecidos como “stents” revestidos por um tecido sintético, utilizadas para a correção endovascular de aneurisma infrarenal (abaixo das artérias renais). São produzidos levando-se em consideração os padrões comuns da anatomia humana.

Publicidade

Mas em aneurismas complexos da aorta, existem particularidades anatômicas que impossibilitam o uso das endopróteses padrões.

A solução existe. Através de um programa de computador que avalia imagens de angiotomografia, o médico pode “desenhar” uma peça exclusiva para a anatomia do paciente. Para que esta peça seja idealizada, o projeto desenvolvido, precisa ser avaliado por engenheiros da empresa que fabrica a endoprótese. Após análise e consenso entre os especialistas (médico e engenheiro), a peça é produzida.

A especificidade da endoprótese customizada é tão grande que não seria possível adaptá-la para o uso em nenhum outro paciente. Para a realização da cirurgia no Hospital viValle,  a produção dispositivo customizado foi feito na Austrália. Ao todo, o processo de desenvolvimento, produção e postagem pode levar por volta de dois a três meses. #Medicina