Desde que a OMS - Organização Mundial da Saúde - anunciou que o consumo exagerado de salsicha, bacon, entre outras carnes podem causar câncer, não se tem falado em outra coisa, principalmente aqui no Brasil onde é grande o consumo destes produtos. A carne vermelha já era considerada carcinogênicas e as carnes processadas agora são apontadas como causadoras do câncer colorretal.

O brasileiro adora um churrasquinho, mas certamente vai pensar bem antes de convidar os amigos para a próxima festa e tudo isto por causa da OMS que relacionou o consumo da linguiça, de carnes defumadas e até mesmo do bacon à crescente ocorrência de câncer.

Publicidade
Publicidade

A OMS também classificou as carnes vermelhas como sendo "provavelmente carcinogênicas" e isto sem dúvida alguma deixou todo mundo preocupado. A Organização disse que, em relação às carnes vermelhas, existem várias evidências porém são "limitadas", mas quanto às carnes processadas não há dúvida alguma, elas são mesmo responsáveis pelo câncer colorretal. As carnes processadas provocam cancro no aparelho digestivo do ser humano, confirmado pela OMS. Por isso, bacon, salsichas, presunto, entre outras carnes processadas provocam o "cancro colorretal".

OMS CLASSIFICA CARNE PROCESSADA COMO UM PERIGO

As carnes processadas recebem grande quantidade de sal, depois são defumadas ou curtidas, para ter um sabor diferenciado e até mesmo para garantir maior conservação. Todo este processo, de acordo com a própria OMS, torna estas carnes carcinogênicas para os seres humanos, podendo causar o câncer colorretal.

Publicidade

Mas não são apenas os brasileiros que estão preocupados com as declarações da OMS, nos Estados Unidos por exemplo, a população ficou assustada porque lá o consumo de hambúrguer com bacon é muito grande, inclusive, há muitos americanos que consomem o bacon já no café da manhã.

Depois do susto, um alerta da OMS que informou às pessoas que a carne traz muitos benefícios para o ser humano, é uma grande aliada da nossa boa saúde e que o risco do câncer vai aumentando à medida que vamos consumindo a carne, ou seja, cada pessoa vai ter que fazer uma auto-análise e buscar o seu equilíbrio. #Doença #Organização Mundial de Saúde #Alimentação Saudável