O #Diabetes Mellitus é uma #Doença marcada pela hiperglicemia sanguínea (aumento no sangue da glicose) e dá-se em função de anomalias na produção e/ou atuação da insulina que é um hormônio excretado pelo pâncreas, mais especificamente produzido pelas células beta, ou seja, a insulina é o “guardião” que permite a utilização da glicose nas diferentes atividades celulares, e em 14/11 ocorrerá por mais um ano, o que é conhecido como o Dia Mundial do Diabetes.

A IDF, sigla em inglês para a Federação Internacional de Diabetes (IDF) revela que há mais de 400.000.000 de diabéticos pelo mundo e um grande número habita os países mais pobres do globo.

Publicidade
Publicidade

O Ministério da Saúde brasileiro afirma que o território nacional já conta como aproximadamente 14.000.000 de afetados pela doença, surgindo 500 novos casos diariamente.

O presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), Dr. Walter Minicucci, veio a público e relata que em 14/1, o grupo que preside, realizará muitas participações no Brasil, a fim de reforçar a importância da data, chamando a atenção da população para os cuidados preventivos da doença, tais como: alimentação controlada, a prática de atividades físicas, que controlam o diabetes tipo 2. O diabetes do tipo 2 é o que representa mais de 90% de incidência da patologia. A mortalidade nos diabéticos é provocada basicamente pelo IAM – infarto agudo do miocárdio e AVC - acidente vascular cerebral.

Em 2015, o Dia Mundial do Diabetes objetiva a necessidade cada vez maior de instruir às pessoas sobre a doença e os mecanismos para prevenção ou retardo da mesma.

Publicidade

Deste modo, grande parte dos estados brasileiros farão programações de medir a glicemia dos habitantes locais; exames de vista e do pé diabético.

No Rio de Janeiro, ocorrerá corrida e caminhada circulando o Maracanã, com o encontro às 8:00 horas no Museu do Índio. O local contará também com brincadeiras para as crianças. Médicos, fisioterapeutas, profissionais de educação física, que são especialistas no tema medirão a glicemia capilar e apresentarão outras atividades para a comunidade.

Monumentos como o Cristo Redentor, Maracanã, Pão de Açúcar e outros edifícios no Rio de Janeiro serão iluminados de azul em 14/11 como uma forma de alusão a data. “Se faz necessário fornecer mais informações à sociedade, elevando o número de campanhas preventivas ou que atrasem a manifestação do diabetes tipo 2. O reflexo da luz azul no Cristo Redentor servirá para despertar a conscientização de todos”, disse o padre Omar Raposo que é o reitor do Santuário Cristo Redentor.

No segmento esportivo, jogadores e times do Rio, como o goleiro do Botafogo e seleção brasileira, Jeferson, participarão no incremento da campanha como personalidades conhecidas do grande público.

Publicidade

160 Países apoiarão a Campanha do Dia Mundial do Diabetes, que foi idealizado a partir de 1991 por meio da OMS - #Organização Mundial de Saúde e da IDF - Federação Internacional de Diabetes. 

Rodovias que possuem pedágio como Nova Dutra, Castello Branco, Bandeirantes, Anhanguera, Santos Dumont, Cornélio Pires, Marechal Rondon, Fausto Santomauro, Antonio Romano Schincariol distribuirão panfletos nos postos de controle das mesmas e haverão alertas luminosos com dicas sobre a doença. A inteira programação das cidades no Brasil que participarão da Campanha encontra-se no site: www.diamundialdodiabetes.org.br .