Dietas malucas não fazem bem a ninguém, e quase todo mundo já sabe disso. Mas imagine fazer uma #Dieta que promete eliminar incríveis 8 quilos no primeiro mês, mas que mesmo assim prega a reeducação alimentar e estabilização de hormônios e insulina? Parece perfeito, não é? E essa dieta existe!

A dieta do Equilíbrio Hormonal ou da Zona Metabólica, como costuma ser chamada, prega todas essas coisas e, por isso, faz muito bem à nossa saúde. O seu lema principal é nunca passar fome e comer cinco vezes ao dia. E diferente da maioria das dietas da moda, aqui não há qualquer restrição a determinado grupo de alimentos. Sim, você pode comer glúten, proteínas, carboidratos e mesmo gordura.

Publicidade
Publicidade

O segredo, na verdade, está em como você balanceia esses grupos alimentares. As três refeições principais do dia devem ser divididas com 40% de carboidratos, 30% de gordura e 30% de proteína. As calorias também devem ser anotadas à risca: homens devem consumir 1.500 calorias por dia, enquanto mulheres devem consumir 1.200 diariamente. Seguida em detalhes, a dieta elimina até 2 quilos a cada semana.

A dieta é embasada e foi criada pelo bioquímico Barry Sears. De acordo com ele, o grande segredo para finalmente perder os quilinhos a mais é encontrar o equilíbrio hormonal e deixar o açúcar no sangue com nível estável. E em qualquer dieta isso é mesmo o que a maioria das pessoas buscam.

Também de acordo com ele, ficar com o nível de insulina elevado, além de outros hormônios, apenas dificulta a perda de peso.

Publicidade

Em alguns casos, esses fatores são responsáveis também pela obesidade. Uma recente pesquisa feita pela Universidade de Harvard também descobriu que é mais eficaz comer menos do que eliminar um grupo alimentar, como a gordura.

E o criador da Dieta da Zona garante que a gordura nunca deve ser eliminada. Mas, claro, isso não significa que você pode sair comendo batata frita! Para que a dieta seja eficaz, siga as porcentagens corretas de cada alimento durante as refeições e tenha atenção para adicionar apenas bons carboidratos, gorduras e proteínas ao prato. E não esqueça de também dar atenção especial aos fatores que podem impedir o emagrecimento. #Alimentação Saudável