A funcionária pública Aline Cristina Rosa do Prado (28), para agradar seu namorado, iniciou uma coisa errada, que foi a ingestão de medicamentos que levam ao emagrecimento. Nessa época, ela tinha 18 anos e seu peso era 65 kg, o que já estava ideal, porém, ela queria emagrecer mais.

Aline ficou viciada nesse tipo de medicamento. Sempre quando percebia que estava um pouco gorda, ela os ingeria. Isso fez com que a moça chegasse a pesar 47 kg, que, baseado em sua altura, não é considerado saudável pelos médicos.

No entanto, a moradora de Ibiá (Minas Gerais), ao saber que seria mãe, se descontrolou e chegou a pesar 107 kg. Durante a gravidez, houve momentos difíceis, ligados ao grande acúmulo de gordura que possuía.

Publicidade
Publicidade

Por causa disso, a gestação durou 36 semanas. ''A minha alimentação durante a gestação foi totalmente descontrolada. Tudo o que eu via pela frente eu comia. Se não podia comer anteriormente, nesse período eu comi, como, por exemplo, sorvete e tomei muito refrigerante'', afirma Aline.

Aline sentiu muito as limitações impostas pelo excesso de peso, assim que seu filho completou 1 ano. “Eu fiquei muito triste, pois não fui eu que ensinei meu filho a andar. Eu tinha vontade de acompanhar o ritmo dele, para agachar muitas vezes durante o dia, porém, meu corpo não deixava”, relembra.

Depois disso, ela foi a uma nutricionista. Desde que começou a gestação, ela não sabia o que era subir em uma balança. No consultório, pode constatar seu novo peso, que era de 122,3 kg. ''Fiquei extremamente surpresa'', conta.

Publicidade

Por recomendação médica, Aline teria que fazer uma refeição a cada 3 horas. ''Eu fiz as compras dos alimentos que ela indicou, porém, eu pensei que ela tinha feito a coisa errada sobre a quantidade de comida por dia. Segui todos os passos que ela me passou durante a consulta”.

Após duas semanas, Aline voltou ao consultório e havia perdido 5 kg. Em 90 dias, já tinha emagrecido 19 kg. “Eu comecei a ficar com mais ânimo, pois estava comendo bem e emagrecendo. No 4º mês, iniciei as atividades em uma academia”. Ela não é uma pessoa que goste de exercícios, mas frequenta a academia seis dias por semana e aos domingos pratica corrida. “A minha maior motivação, são os resultados e hoje eu gosto muito de ir para a academia, coisa que antes era diferente”.

Quinzenalmente a nutricionista muda a #Dieta de Aline. O refrigerante foi abandonado de vez por ela. “Eu como alimentos que se baseiam na aceleração do metabolismo. Bebo sucos com gengibre, chás e chia”, diz. Frutas, alimentos integrais, carnes brancas, verduras e legumes não podem faltar em sua alimentação.

A perda de peso fez com que ela acompanhasse o ritmo de seu filho, isso deixou-a muito satisfeita. ''Agora posso brincar com meu filho, minha autoestima está lá em cima (risos)'', comentou Aline. Na dieta, a moça recebeu um enorme incentivo do marido, que também seguiu uma dieta e já perdeu 16 kg. Atualmente, ela pesa 72 kg, contudo, a sua intenção é pesar 65 kg. #Dicas #Alimentação Saudável