Na sociedade atual, a busca pelo corpo perfeito parece estar sendo suprimida pelo bem-estar e pela saúde. Entretanto, a procura por um novo estilo de vida pode ser dificultada com o custo, seja ele financeiro ou emocional (como por exemplo, a mudança de hábitos). As dicas abaixo se propõem a ir contra a crença de que as mudanças são difíceis e dependem de muitos fatores.

1. Mastigar mais ajuda a perder peso 

Se a cada “garfada” que você der na comida for mastigada em média 40 vezes, resultará em perda de peso. Isso porque quando se come mais devagar, se diminui a quantidade de alimentos ingeridos. Também o cérebro tem mais tempo para “entender” que já está saciado, além de diminuir a quantidade de “hormônio da fome” presente no sistema digestivo.

Publicidade
Publicidade

2. Ficar longe dos e-mails por um tempo alivia as tensões

Os e-mails contribuem para o aumento do estresse. Cientistas da Universidade da Califórnia apontaram que funcionários de empresas que verificavam suas mensagens eletrônicas com frequência, apresentavam muito mais batimentos cardíacos em comparação com aqueles trabalhadores que só conferiam suas mensagens a cada 5 dias.

3. Respirar profundamente reduz a pressão sanguínea

A respiração profunda, técnica muito utilizada na prática da Yoga, faz com que o vasos sanguíneos fiquem dilatados, diminuindo a pressão sanguínea.

4. Dançar valsa contribui para a recuperação de um infarto

Quem já sofreu um ataque cardíaco tem como aliada a valsa. Essa dança parece ter o ritmo ideal para ajudar a recuperar o tônus do coração. Um estudo científico considerou a valsa responsável pela melhoria do consumo de oxigênio, frequência cardíaca e qualidade de vida dos pacientes envolvidos na pesquisa.

Publicidade

5. Comer vegetais ajuda quem sofre de asma

Pessoas que sofrem dessa enfermidade crônica das vias aéreas podem apresentar melhora de quadro em 15 dias se tiverem uma #Dieta rica em vegetais.

6. Cheirar frutas faz com que prefiramos alimentos saudáveis

Parece brincadeira, mas não é. Cheirar frutas antes das refeições pode fazer com que optemos por uma alimentação mais saudável. Isso porque o cérebro estaria mais “tendenciado” à escolha saudável.

7. Sorrir mais ajuda a viver mais

Está no ditado popular: rir é o melhor remédio.  Agora a ciência endossou a crença. Rir pode ajudar a prolongar a vida. Especialistas de uma Universidade no Michigan, EUA, analisaram fotos de jogadores da Liga de Basebol do ano 1952 e dividiram as imagens em 3 grupos: os que não sorriam, os que tinham um sorriso discreto e os que “escancaravam os dentes”. As conclusões foram: os que não sorriam, viveram em média 73 anos; os de sorriso discreto 75 e os de sorriso "de enrugar os cantos dos olhos" viveram em média 80 anos. Então não custa nada, vamos sorrir! #Comportamento #Alimentação Saudável