O método do aterramento, foi desenvolvido pelo ex-executivo Clinton Ober, na década de 1990. A explicação de sua teoria, estaria ligada a carga elétrica natural que a terra possui. Ao andarmos descalços sobre a terra mantivemo-nos em contato direto com as energias naturais do planeta. Esta simples troca de energia reequilibraria o nosso organismo, atuando na prevenção e na correção de diversos problemas de saúde.

Pesquisas recentes comprovam que a energia elétrica da terra ajuda a estabilizar o sistema elétrico do nosso organismo. Ou seja uma simples relação de recarga pode repor as moléculas necessárias e salutares, descartando-se assim as outras dispensáveis e nocivas para saúde. Para comprovar a teoria, vários equipamentos eletrônicos são utilizados.

Publicidade
Publicidade

Constatando assim que o ser humano poderá ser beneficiado se o mesmo fosse aterrado. Uma vez que o nosso organismo possui um campo de energia que precisa ser equilibrado com as energias provindas da terra para manter-se saudável

Além disso o contato direto com o solo torna o nosso organismo mais resistente aos efeitos provocados pela eletricidade estática e de outros campos elétricos locais. Clinton relata como chegou a esta descoberta no livro Earthing: The Most Important Health Discovery Ever?

No livro ele fala do desequilíbrio no sistema elétrico do organismo humano. O qual é prejudicado pelo cotidiano da vida moderna. Onde morar em edifícios, roupas, calçados, atuam em nossas vidas como fatores isolantes afastando-nos do contato direto que devemos ter com a terra todos os dias.

Segundo ele, o simples ato de caminhar de pé descalço em um piso de madeira, ou material já bastaria para quebrar esta barreira.

Publicidade

Sendo que o contato com o chão neutralizaria, a carga elétrica que carregamos em nossos corpos, protegendo assim o nosso sistema nervoso central. Atuando diretamente no combate dos radicais livres, os quais nada mais são do que moléculas ou átomos com elétrons desiguais em suas camadas externas. Os quais atuam no organismo roubando elétrons e tecidos saudáveis tornando-os agentes diretos de inflamações.

Segundo a terapeuta Ineida Bachega Lopes, durante o contato dos pés com o chão ocorre uma troca de energias, o que influência beneficamente a nossa saúde. ''Nós orientamos as pessoas a colocarem seus filhos desde pequenos com os pés descalços no chão tudo para uma boa formação da planta do pé. Segundo ela a planta do pé é uma região muito sensível. Em geral a água do mar, o piso, a terra e a grama apresentam efeitos positivos para a nossa saúde'' conclui Ineida.

Reflexologia: pontos nos pés que curam

A terapia consiste em você andar com os pés descalços na grama, terra, areia. O aterramento auxilia a descarregar as energias estáticas do nosso organismo e equilibrar o corpo.

Publicidade

Além de estimular as áreas reflexas e auxiliar na saúde do organismo.

A reflexoterapeuta Renata Daminello, afirma: ''Gosto muito de fazer este tipo de coisa, o contato direto com a terra, água, areia, transmite para a pessoa uma energia positiva a qual provém do planeta e descarregando assim as energias negativas'' conclui. Daminello ressalta que entre os nossos pés existem diversas terminações nervosas, as quais estão ligadas diretamente aos órgãos internos, como coluna, cabeça, entre diversos membros inferiores e superiores do nosso organismo.

''Ao caminhamos de pés descalços contribuímos para estimulação e para o bom funcionamento e o equilíbrio do nosso organismo. Além disso a caminhada é um exercício de impacto físico e o passeio ao ar livre contribui muito para a queda do stress e relaxamento'', diz Daminello. #Dicas #Curiosidades #Comportamento