Uma mulher da Flórida relata que seus implantes mamários quase a mataram. Ela mantém um vídeo do implante mamário salino coberto com mofo que foi removido do seu corpo. Agora, Anne Ziegenhorn tem a intenção de alertar outras mulheres sobre perigos do silicone.

Ziegenhorn começou a sentir os sintomas em 2011, quando ganhou peso, sofreu perda de visão e sentia queimações na pele. Foi mal diagnosticada, com os médicos a lhe sugerirem problema de lúpus, artrite e da tiróide. Ela tinha implantes havia dois anos antes de adoecer, de acordo com a Cosmopolitan. "Eu senti como era isso, eu ia morrer e os médicos estavam me deixando morrer", disse Ziegenhorn a um canal de notícias.

Publicidade
Publicidade

Uma Dra. que atendeu Anne relatou que muitas mulheres chegam com válvulas defeituosas em seus implantes. "Minha experiência em fazer isso por 30 anos é que, eventualmente, todo mundo vai ficar doente por causa de seus implantes mamários, a menos que morram mais cedo a partir de outra coisa", relatou a Dra. à estação de notícias.

Ela também possui implantes mamários e alertou aos outros para substituí-los entre 9 e 15 anos após a implantação, para garantir a segurança. Ela diz que alguns pacientes podem ter problemas de intoxicação que os tornam sensíveis aos implantes de silicone.

Desde seu diagnóstico e remoção do implante, Ziegenhorn conheceu outras mulheres através da Dra. Kolb, que apresentaram os mesmos sintomas e assim criaram a Comissão da Verdade sobre Implantes. O grupo busca educar as mulheres e os médicos sobre os possíveis riscos da colocação do produto.

Publicidade

"Eu literalmente quis viver e quis receber essa mensagem aqui fora", disse Ziegenhorn. "Este é o meu propósito, é por isso que estou aqui."

Antonio Graziosi, médico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, declarou: "Como toda cirurgia, a colocação de silicone apresenta riscos. Tomando as precauções necessárias, como a escolha de um bom médico e de uma clínica de confiança, a incidência de todos eles é pequena. Mas não é por isso que os riscos devem ser ignorados". #Beleza #Hospital #Doença