A ciência de detecção de planetas que orbitam outros sistemas solares além do nosso, conhecidos como exoplanetas ou planetas extrassolares, é, em termos cronológicos, muito recente. Até 1992, não se sabia da existência de qualquer planeta orbitando outros sóis, e, desde então, estes corpos celestes vêm sendo descobertos a uma taxa impressionante.

Hoje, segundo o site exoplanets.org, já foi confirmada a existência de mais de 1.600 mundos distantes, e se forem levados em conta aqueles que ainda precisam de confirmação científica, o número ultrapassa os 5.400.

Alguns exoplanetas apresentam características tão bizarras que causam assombro.

Publicidade
Publicidade

A seguir, são apresentados alguns destes mundos alienígenas.

CoRoT-7b

O ano deste planeta dura apenas 20,4 horas, e está localizado a 489 anos-luz de distância. Possui mais ou menos o dobro do tamanho da Terra, sendo 5 vezes mais massivo, mas as similaridades param aqui.

Este exoplaneta está tão perto de sua estrela que é gravitacionalmente “travado”, ou seja, ele mostra somente uma face à sua estrela (assim como a nossa Lua), que alcança a temperatura superficial de 2.300 graus Celsius. Por estes motivos, e por ter um oceano de lava, já foi apelidado de “Planeta do Inferno”.

O mais estranho neste mundo é que lá chovem pedras: o calor é tão grande que vaporiza as rochas, que depois se condensam em nuvens e caem de volta na superfície do planeta, na forma de pedriscos.

HD 189733b

Este é outro mundo onde ocorre um tipo estranho de chuva, e fica 10 vezes mais próximo de sua estrela do que Mercúrio fica do Sol.

Publicidade

Sua temperatura superficial é de mais ou menos 1.000 graus Celsius, e apresenta ventos com a absurda velocidade de 7.000 km/h.

HD 189733b apresenta um profundo tom azul, por causa de silicatos (elementos que compõem o vidro), suspensos na atmosfera, que quando condensam, começam a cair. Em outras palavras, neste mundo, chove vidro derretido.

Gliese 436b

Este planeta está a apenas 33 anos-luz de distância da Terra, e orbita sua estrela em apenas 3 dias. Usando o Telescópio Espacial Hubble, cientistas da NASA descobriram uma enorme nuvem de hidrogênio se dispersando deste mundo, o que faz com que ele tenha uma cauda, como um cometa.

Gliese 436b possui temperaturas em torno de 400 graus Celsius e uma enorme quantidade de vapor de água. Sua gravidade é tão intensa que faz com que todo esse vapor seja comprimido e se torne sólido, formando uma camada de “gelo quente” no planeta, que também é conhecido como “gelo X” (gelo 10).

TrES-2b

Localizado a 750 anos-luz de distância, este é um dos mais estranhos mundos já encontrados.

Publicidade

Com temperaturas em torno de 1.800 graus Celsius, este planeta é mais escuro que carvão, apresentando apenas um leve brilho avermelhado, devido ao seu calor interno. Por isso, ganhou o apelido de “Cavaleiro Negro”.

Os cientistas ainda não sabem por que este exoplaneta é tão escuro. Existe a possibilidade de existirem compostos químicos em sua atmosfera que absorvam a luz, como gases de sódio, potássio ou óxido de titânio. Mas, como esta é apenas uma teoria, toda a escuridão de TrES-2b permanece um mistério.

PSR J1719-1438 b

Imagine um planeta 5 vezes maior que a Terra formado, basicamente, de carbono cristalizado, ou seja, de diamante. Por mais absurdo que possa parecer, PSR J1719-1438 b é um diamante gigantesco. Mas para quem ficou interessado em se apossar deste mundo, uma triste informação: está localizado a 4 mil anos-luz de distância. Então, possuí-lo está fora de cogitação, infelizmente... #Curiosidades