Muitas informações e noticias vêm aparecendo nas últimas semanas acerca de um novo Vírus, nunca reconhecido, até então, no Brasil, o #Zika Vírus. Identificado pela primeira vez em abril de 2015, há suspeitas de que ele tenha vindo do continente africano, durante a Copa do Mundo de 2014. 

Mas, afinal, o que é o Zika Vírus? O que ele causa e como é a transmissão da #Doença?

Antes de tudo, é importante ressaltar que o Zika evolui de forma benigna. Os sintomas são: febre, coceira e dores musculares, e, geralmente, eles desaparecem de forma espontânea entre 3 e 7 dias. Porém, o que vem preocupando é uma possível relação com a Microcefalia.

Publicidade
Publicidade

Acredita-se que gestantes, que entram em contato com o vírus durante a gestação, têm grandes chances de ter complicações com a doença. A primeira comprovação da relação entre o Zika e a microcefalia foi feita pelo Ministério da Saúde em novembro, a partir de um caso identificado no Nordeste do país.

É importante saber que, assim como os vírus da #Dengue e do chikungunya, o Zika também é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Dessa forma, todas as precauções que já são bem divulgadas para prevenir-se do mosquito aplica-se também a este caso.

Porém, o Ministério da Saúde alerta, em especial às mulheres grávidas, sobre a relevância de evitar horários e lugares com presença de mosquitos, além de usar roupas que protejam o corpo, repelentes, e também proteger a casa com telas de proteção e mosquiteiros.

Publicidade

A respeito da forma de tratamento, ainda não há vacina nem tratamento para a doença. O Ministério da Saúde afirma que os casos devem ser tratados com paracetamol ou dipirona, para controle da febre e dores musculares. Ainda ressalta-se que AAS e outros anti-inflamatórios não são recomendados, devido ao risco aumentado de complicações hemorrágicas descritas nas infecções de outros flavivírus.

Portanto, neste verão: use repelente, cubra as janelas com telas de proteção, evite locais e horários com muitos mosquitos, e ajude a combater o mosquito evitando deixar água parada.