Depois de surtos de dengue, febre chikungunya e zika vírus com consequências assustadoras como óbitos e casos de crianças que nasceram com microcefalia após gestantes terem tido o zika vírus, o Ministro da Saúde, Marcelo Castro, anunciou neste sábado (16) uma significante inovação que permitirá o diagnóstico simultâneo dessas doenças. Isso se deu logo após uma visita do ministro à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Com esse teste será diagnosticado com mais rapidez, na rede de laboratórios do Ministério da Saúde, a dengue, chikungunya e o zika vírus. Sendo que o zika vírus só pode ser diagnosticado durante seu período de infecção.

Publicidade
Publicidade

Essa novidade viabilizará  a substituição de materiais estrangeiros por produtos nacionais, reduzindo assim o seu custo. O novo teste levará aproximadamente três horas para ficar pronto e poder ser liberado, conforme informou o instituto.

Palavras do Ministro da Saúde Marcelo Castro

"Já estamos com 18 dos 27 laboratórios centrais equipados para receber esse teste e agora em fevereiro a Fiocruz vai produzir esses testes". Estima-se um gasto para a realização dos diagnósticos de US$20 por teste e se espera  ainda para o início deste ano que ele já esteja disponível.

A informação é que  o teste só detecta o zika vírus durante o período de infecção. O novo Kit NAT (nome do teste) funciona por Detecção de Segmentos de Material Genético do Vírus(PCR), que só detecta os patógenos no período de infecção do vírus e ele só dura alguns dias.

Publicidade

Ainda se busca um teste por sorologia que avalie a reação imune do paciente para poder diagnosticar o zika vírus - isso já está sendo pesquisado  pela Fiocruz juntamente com institutos de pesquisas do país. Esse tipo de diagnóstico, por enquanto, só existe para a dengue e a chikungunya. Por meio do teste por sorologia, que poderá ser realizado em postos de saúde, os cientistas poderão fazer um mapa mais concreto da propagação do vírus zika pelo país e assim com a sorologia, mulheres em gestação mais avançada poderã saber se tiveram ou não o vírus no começo da gravidez e se correrá o rico da criança nascer com problemas neurológicos.

A identificação do material genético dos três vírus ao mesmo tempo será possível graças ao Kit NAT Discriminatório para dengue, chikungumha e zika vírus. Não será mais preciso fazer testes separadamente e o Kit NAT oferecerá também uma combinação pronta de reagentes que agilizará  a análise das amostras e consequentemente os resultados. Esse resultado inovador e que trará benefícios para todos os brasileiros se deu por um trabalho entre o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) e o Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), tendo como apoiadores o Instituto Carlos Chagas, o Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães e do instituto de Tecnologia em Imunobiológicos. #sistema de saúde