Uma nova tecnologia produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) será disponibilizada para o diagnóstico da dengue, que registra números de casos alarmantes em vários Estados brasileiros. Segundo informações do Ministério da Saúde a previsão é que até o final deste ano serão cerca de 500 mil testes de biologia molecular disponíveis para uso.

Um dos principais benefícios do kit Nat Discriminatório para #Dengue, zika e chikungunya é a possibilidade de diagnóstico em um único teste, diferente do sistema atual em que é usada a técnica de RT-PCR em Tempo Real para detectar o material genético do vírus.

O reagente utilizado hoje é importado o que eleva os custos do material, sendo necessário realizar mais de um teste para o  zika e chikungunya  .

Publicidade
Publicidade

No Kit novo, que estará disponível no laboratórios estaduais a partir de fevereiro, há uma mistura de reagentes, o que possibilita o diagnóstico em uma única vez.

Serão realizados treinamentos e orientações sobre a técnica. É importante ressaltar que a produção nacional de um produto, principalmente na área da saúde é uma conquista, evitando uma dependência da condições de custo e preço nas importações.

 É uma estratégia em Saúde Pública pela eficácia e necessidade de diagnóstico rápido. As medidas de prevenção associadas ao resultado de exames laboratoriais com rapidez pode reduzir possíveis complicações no estado geral dos pacientes, pela possibilidade de saber quem realmente está doente e iniciar o tratamento.

 Causada pela picada do mosquito Aedes Aegypti, a dengue causa febre, dores musculares e alteração nas plaquetas do sangue.

Publicidade

Além de transmitir também zika e chinkungunya. Uma das complicações mais sérias é a microcefalia durante a gravidez, no qual crianças recém nascidas apresentam o cérebro menor do que o esperado nesta fase da vida.

Além do material utilizado para o diagnóstico rápido da dengue, é necessário prevenir. A participação da sociedade é essencial para evitar a proliferação dos mosquitos transmissores. A possibilidade de aliar tecnologia e informação é uma conquista social, apesar das dificuldades em conter o avanço do número de casos.