Alguns #Animais são usados para detecção e #Tratamento de doenças, sendo eles de estimação ou não, tem grande serventia na vida do homem. Eles são selecionados para indicar um paciente com câncer, tuberculose ou tratar uma ferida, entre eles estão os pombos, os ratos, os cães e a vaca.

Pombos leitor de imagens

Os pombos são aves vistas como sujas e que trazem doenças ao ser humano, são chamados de "ratos de asas". 

Pesquisadores das universidades da Califórnia e de Iowa, nos Estados Unidos, descobriram uma forma impressionante de identificar o câncer maligno precocemente. Usaram o pombo nesta experiência, são animais que possuem cérebro minúsculo, mas com grandes habilidades e uma memória visual notável.

Publicidade
Publicidade

Foram usadas imagens microscópicas para a identificação, o resultado foi satisfatório. Fizeram duas pesquisas; a primeira para detectar o câncer maligno, 85% das respostas estavam corretas e a segunda experiência usando um mamograma para identificar o  câncer de mama, mas não teve sucesso no resultado. 

Cientistas concluíram que o cérebro do pombo funciona como um cérebro humano, são capazes de diagnosticar com precisão 99% de tecidos malignos, mas alertam que um pássaro não vai substituir a opinião de um especialista.

Roedores de laboratório

Os ratos também podem salvar vidas, possuem até 1.000 diversos receptores olfativos, enquanto um humano tem de 100 a 200, na África eles estão sendo utilizados para detectar a tuberculose.

Os grandes ratos africanos, são estudados na Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo (Moçambique), para identificar o odor do muco de um paciente com tuberculose.

Publicidade

Eles detectam uma amostra infectada, identificam o cheiro e esfregam as pernas confirmando o resultado. Um diagnóstico de tuberculose quando feito em laboratório podem levar até dois dias para obter o resultado, enquanto o rato leva apenas 20 minutos.

Os cães

São os melhores amigos do homem, até para informar se seu dono vai ter uma convulsão. Pesquisas confirmam que os cães podem detectar convulsões até 50 minutos antes do homem a ter.

Não se sabem direito com eles identificam, mas a ciência diz que pode ser através dos diferentes gestos, maneira de se portar antes da convulsão ou até mesmo de algum indicador no Olfato ou na audição.

Fatos acontecidos com paciente portador de epilepsia confirma a informação da ciência. 

Sally Burton, portadora de epilepsia desde a infância, sofria com as convulsões e não podia ficar sozinha até ganhar um cão. Uma organização treinou seu cão para tocar uma pessoa da família, amigos ou conhecidos de 15 a 45 minutos antes que ela tivesse a convulsão. Seu melhor amigo desempenhou esta tarefa com facilidade.

Publicidade

ajudando-a, procurar um lugar seguro minutos antes de ter a convulsão.

Baba da vaca

A vaca é outro animal que tem grande importância no tratamento de feridas. Sua saliva não é nada agradável visualmente, mas tem uma  ação antimicrobiana. 

Estudos constataram que há proteínas chamadas mucinas, presentes nos fluídos corporal da vaca, são anti parasitas e evita entrada de mais bactéria nas feridas.  #Curiosidades