Após uma corrente de especialistas afirmarem que a melhor forma de combate ao aedes aegypti é manter água parada em locais controlados, vários vídeos na internet ensinando a montar a 'mosquitérica' ,popular armadilha contra o mosquito, e estão viralizando na internet.

Entretanto os especialistas da Fiocruz, que é referência nacional no desenvolvimento de métodos do controle de doenças contra o mosquito e do Instituto Emílio Ribas, afirmam que as residências não podem ser consideradas 'ambientes controlados' para se criar armadilhas contra o vetor da #Dengue, do #Zika Vírus e da febre Chikungunya.

Os pesquisadores da Fiocruz afirmam ainda que a mosquitérica comprovadamente funciona prendendo e matando os mosquitos que não tem como se livrar da armadilha.

Publicidade
Publicidade

Só que o uso em residências atrai mais mosquitos para as casas e consequentemente para próximo de seus moradores, aumentando a exposição das pessoas ao risco.

O Brasil vive uma epidemia de zika vírus aos quais estão associadas a rara síndrome de Guillain-Barré, que compromete seriamente o funcionamento do sistema neurológico do portador e aos casos de microcefalia, que compromete o desenvolvimento cerebral dos fetos ainda em formação.

O mundo inteiro está de olho na rápida propagação do zika vírus e diversos países como os Estados Unidos têm se empenhado na busca de uma vacina para controlar a doença. Até as Olimpíadas de 2016 estão sendo questionadas.

 A 'mosquitérica'

A armadilha contra o aedes aegypti nada mais é do que uma simples garrafa PET cortada ao meio e colada de forma que o gargalo fique voltado para dentro do recipiente.

Publicidade

Ao encher a mesma com água a fêmea do mosquito deposita os ovos que eclodem, se tornam larvas e desenvolvem-se até a fase de mosquitos, entretanto como não há espaço para saírem da garrafa, ao chegarem a essa etapa os mosquitos presos acabam morrendo.

Essa armadilha se popularizou no ano 2000 e era possível encontrá-la em várias residências, mas os cientistas da Fiocruz garantem não ser seguro fazer o uso, pois a oferta de água limpa e parada atrai mais mosquitos para o ambiente e comprometem a segurança dos moradores e vizinhos.