A ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café) está envolvida em uma grande campanha de marketing para aumentar o consumo do café, que é considerada a principal bebida diária dos brasileiros. A associação anunciou que o consumo de café per capita apresenta um aumento que deve continuar este ano, apesar da crise no país. A OIC (Organização Internacional do Café) assinalou a produção brasileira como a maior do mundo no biênio 2015/2016. Ela apresenta números superiores a 43 milhões de sacas. Isto desperta a curiosidade das pessoas e justifica a vontade de saber quais são as vantagens em seu consumo.

Invencionices de marketing à parte, é possível captar entre os pesquisadores recomendações medicinais pinçadas com cuidado.

Publicidade
Publicidade

Ele é conhecido em sua designação botânica como rubiácea. Segundo o dicionário Aurélio, a espécie mais conhecida é a coffea (o café propriamente dito). Ela é tida como uma planta com propriedades medicinais, como outras nesta espécie. Isto já é um bom começo.

Propriedades medicinais do café

  • Antidepressivo natural que auxilia na conservação da memória. Bom para os idosos. Bom para pessoas que precisam de estímulo, bem-estar e satisfação;
  • Um agente que pode colaborar no combate contra o colesterol, com aumento do bom colesterol (HDL);
  • Um bom amigo de quem exagerou na comida e está com digestão difícil (obstipação), pois ele aumenta a acidez estomacal de forma natural, sem necessitar da medicina alopática;
  • Combate o sono e mantém a pessoa alerta. Aumenta a atividade cerebral, o que pode ajudar na Doença Alzheimer;
  • A presença de antioxidantes em sua composição o torna útil no combate ao diabetes tipo 2;
  • Ao acelerar o metabolismo de forma natural, ele é considerado como um potente auxiliar do exercício físico, por aumentar a velocidade com as calorias são queimadas;
  • Ajuda a combater o câncer. Isto quebra o mito que tomar café pode induzir o câncer. Pesquisas recentes comprovam que tomar quatro xícaras de café ao dia pode proteger do câncer bucal.

O consumo em excesso de café pode provocar:

  • Insônia;
  • Interferência no efeito de alguns medicamentos;
  • Hipoglicemia e danos ao estômago, se consumido em excesso;
  • Problemas com aceleração do ritmo cardíaco;
  • Criação de possível estado de dependência.

No balanço final, as vantagens são superiores, mas o médico deve ser consultado para esclarecer maiores dúvidas.

Publicidade

#Dicas #Alimentação Saudável