O mais odiado dos mosquitos do Brasil agora pode também afetar os cães. Segundo o veterinário André Luís da Fonseca, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), o aedes aegypti pode transmitir um parasita que se aloja no coração dos cães.

Embora muitos possam crer que o aedes aegypti represente problema 'apenas' aos humanos, isso não é verdade. O temido mosquito que transmite doenças como a zika, dengue e a chikungunya, pode também estar contaminado por um verme que causa a #Doença conhecida como dirofilariose.

Nesse quesito não há dúvidas de que o aedes é um dos vetores responsáveis pela transmissão desse verme.

Publicidade
Publicidade

Os sintomas sentidos pelos cães são fraqueza e cansaço excessivo. O parasita se aloja no coração do animal e se desenvolve alimentando-se dos nutrientes no sangue do cão. No auge de sua capacidade, ele pode chegar a vinte centímetros de comprimento e apenas um animal pode hospedar até dez desses vermes.

No instante em que o aedes contaminado pelo parasita pica um cão, o hóspede indesejado entra na corrente sanguínea do animal e dirige-se até o coração do mesmo. Se o animal não for tratado, o verme se alimentará de todos os nutrientes presentes no sangue do cão e possivelmente o levará à morte por embolia pulmonar.

O veterinário afirma que os cães são muito mais resistentes a um infarto do que um ser humano, por isso eles conseguem viver tanto tempo com esse verme parasitando o seu coração e lhes roubando os nutrientes necessários, entretanto, a embolia pulmonar é muito mais perigosa para o animal do que um problema nas artérias ou veias do cão.

Publicidade

André Fonseca afirma que uma vez infectado pelo verme, o cão provavelmente irá morrer. O tratamento é eficiente no controle da doença, mas estende-se por toda a vida do animal. "O melhor método é a prevenção", afirma ele. Segundo o veterinário, os inseticidas específicos para uso em cães possuem comprovada eficiência de até noventa e oito por cento e cada aplicação fornece trinta dias de  proteção aos cães. #Animais