Se você gosta de street art, é impossível que nunca tenha ouvido falar em Banksy. Com notoriedade desde o início do ano 2000, quando começou a expor seu viés ideológico por meio de grafittis e intervenções diversas pela Europa e América, dentre outros locais, um fato curioso sempre despertou a curiosidade de todos, ligados ou não em sua #Arte: quem é Banksy?

Feito um super-herói cuja identidade secreta nunca é revelada, Banksy alimentou cada vez mais a lenda e o mito ao redor de si mesmo, e ninguém conseguiu até hoje, desvendar tal mistério.

Isso por enquanto. Ao menos é o que promete alguns estudiosos e cientistas da londrina Universidade Queen Mary.

Publicidade
Publicidade

Por meio de procedimentos criminológicos, os 'curiosos' estão buscando revelar a faceta por trás do nome Banksy. Será?

Processo Dirichlet

O nome do procedimento atende pelo nome de Processo Dirichlet, cuja atividade é norteada por uma espécie de mapeamento de atividades individuais, para assim descobrir áreas e setores onde determinada pessoa costuma agir.

Com o chamado “perfil geográfico” do indivíduo, o estudo dá subterfúgios para que os cientistas possam comparar os hábitos da chamada “lista de suspeitos”, e assim, restringir o raio de ação das atividades desempenhadas.

Acredite ou não, esta é a tática utilizada pelos especialistas para traçar o modus operandi de serial killers.

O suspeito

O estudo já aponta um possível suspeito. Ele atenderia pelo nome de Robin Gunningham. Este é o nome divulgado em 2008 em matéria produzida pelo tabloide 'The Mail on Sunday', e que os cientistas estão quase convencidos de ser a verdadeira identidade de Banksy.

Publicidade

Um dos responsáveis pela pesquisa, o biólogo Steve Le Comber, afirmou: "se você colocar no Google 'Banksy e Gunningham', você consegue cerca de 43.500 resultados. Eu ficaria surpreso se ele não fosse o Banksy, mesmo sem nossa análise, mas é interessante que a pesquisa apresenta um reforço para essa ideia".

E você, acredita que a identidade secreta de Banksy finalmente caiu por terra? Aguardem cenas dos próximos estudos. #Curiosidades #Casos de polícia