A influenza A/H1N1, conhecida popularmente como gripe suína, volta a atacar. Somente no mês de fevereiro, em cidades do Noroeste Paulista tiveram 32 casos de H1N1 confirmados. Segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Catanduva, três mortes foram confirmadas. 

Em  2009 o Mundo enfrentou uma pandemia de gripe suína, e desde então os casos notificados tem sido com menor frequência. Segundo o colunista Flávio Ricco, Tom Cavalcante, esposa e a filha mais nova estão internados no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com suspeita do vírus Influenza  A/H1N1, aguardando o resultado do diagnóstico. 

A assessoria do Hospital sírio Libanês informa que irá se pronunciar sobre o caso ainda hoje.

Publicidade
Publicidade

Influenza A/H1N1

A gripe H1N ou Influenza A, cujo vírus é da mesma família da gripe comum, é também resultado da combinação genética da gripe suína, gripe aviária e gripe comum que infectaram simultaneamente porcos.

Transmissão

A transmissão se dá pelo contato direto com animais, objetos ou pessoas contaminadas pelo vírus, através de gotículas das vias aéreas, saliva e de secreções respiratórias.

Segundo a organização de Saúde dos Estados Unidos, a contaminação se da também pelo consumo da carne de porco infectada e mal cozida.

Sintomas

Os sintomas são parecidos com os da gripe comum; febre alta, de início repentino, dor muscular e nas articulações, dor de cabeça, dor de garganta  irritação nos olhos, tosse, cansaço e falta de apetite. Algumas pessoas podem ter diarreia e vômitos.

#Tratamento

O tratamento é feito com antibióticos e medicamentos antigripais, sob orientação Médica. A Vacina para prevenção, é feita com o vírus (H1N1) da #Doença inativo e fracionado.

Publicidade

Dicas para evitar a doença

  • Lavar com frequência as mãos com água e sabão;
  • Cobrir o rosto ao espirrar ou tossir;
  • Evitar ambientes fechados com aglomeração de pessoas.
  • Não compartilhar copos, talheres ou objetos de uso pessoal;
  • Evitas o contato direto com pessoas que estejam com a doença;
  • No caso de não haver água e sabão usar álcool gel.