Nesta terça-feira,(22), mais um projeto de lei foi votado no Senado, desta vez com a intenção de beneficiar a população, foi liberada o uso da Fosfoetanolamina, (pílula do câncer). Os líderes partidários, em comum acordo, aprovaram a liberação da pílula, para os portadores da #Doença, mesmo antes do remédio ter registro na Anvisa.

A substância, que foi descoberta, pelo professor aposentado, Gilberto Chierice, ainda está em uma fase de pesquisa e vem sendo testada pelo Instituto de Química de São Carlos, da USP (Universidade de São Paulo), motivo pelo qual, ainda não recebeu o registro da Anvisa. Alguns médicos oncologistas e pesquisadores, chegaram a chamar o professor de charlatão, mas os pacientes, viram na pílula uma chance de sobreviver. Gilberto, diz que não se importa com o que pensam ao seu respeito,  pois acredita que sua descoberta, realmente poderá ajudar muitos pacientes na luta contra a doença, conta ainda, que durante esses anos de pesquisas, cerca de 60 mil pessoas, usaram a pílula, tendo relatos resultados positivos, diz que chegou a ter relatos de cura, ele sempre defendeu que a pílula fosse distribuída gratuitamente nos postos de saúde, já que os casos da doença crescem a cada ano no mundo inteiro.

Publicidade
Publicidade

Gilberto, vem estudando a substância, há mais de 25 anos, junto com sua equipe de técnicos e estudantes, explica que a pílula atua no organismo, auxiliando no combate ás células cancerosas. O remédio, já vem sendo distribuído a alguns pacientes, durante vários anos, mas como está em fase experimental, ainda não estava liberado para a população, só após uma liminar na justiça, onde pacientes pediam para serem beneficiados pelo uso da pílula, é que foi criado este projeto, visando solucionar o problema.

Para conseguir o #Tratamento, os pacientes deverão apresentar um laudo médico, comprovando o diagnóstico de câncer,  deverão também assinar um termo de responsabilidade,  já que a droga está em fase experimental. O projeto segue agora para a sansão da presidente Dilma Roussef. #Medicina