Você acredita que nossa alimentação tem ligação direta com nossa saúde e qualidade de vida? Se a resposta for sim, então você vai ficar animado com um estudo que sugere que a saída para vencer o câncer está, justamente, nos alimentos que consumimos.

Segundo informações amplamente divulgadas nos Estados Unidos, e também no Brasil, as células cancerosas se alimentam, unicamente, de glicose e, ironicamente, esta substância está presente em praticamente tudo que ingerimos.

Para vencer o câncer, pesquisadores sugerem que pacientes que sofrem com a #Doença deixem de ingerir qualquer alimento que contenha glicose, e, assim, os tumores não teriam como sobreviver.

Publicidade
Publicidade

Parar de ingerir açúcar pode fazer o câncer regredir

Entre os especialistas que defendem esse #Tratamento está o professor, médico cardiologista e nutrólogo, Lair Ribeiro. Ele explica que, ao retirar o açúcar da dieta, retiramos a glicose que alimenta o câncer, com isso, a doença entra em um estado de regressão.

O médico é enfático em dizer que o método mais fácil de vencer o câncer é aliando o tratamento oncológico com a reeducação alimentar, que deve ser baseada na exclusão do açúcar da dieta.

Assim, pacientes que querem se curar do câncer – e pessoas que querem evitar o surgimento da doença – não devem consumir alimentos que contenham açúcar, carboidratos, frutas, alimentos industrializados, massas, doces, e qualquer alimento e bebida que possam desencadear a presença de glicose no organismo. 

Iniciando uma dieta cetogênica

De acordo com o especialista, a dieta ideal é a cetogênica, rica em carnes (bovina, suína, peixes e aves) e gorduras naturais, como óleo de coco, nozes e castanhas.

Publicidade

Também são permitidas verduras como alface, repolhos, entre outras que tenham teor reduzido de carboidratos.

Consumindo os alimentos que não contenham carboidratos e açúcar, o organismo entra em um estado metabólico chamado Cetose – e é daí que vem o nome da dieta – e assim, as células passam a metabolizar a gordura contida nos alimentos, e não o açúcar.

Como as células cancerosas são incapazes de metabolizar gordura, Lair Ribeiro destaca que elas entram em regressão, até “morrerem de fome”. O médico ainda afirma que a dieta cetogênica não aumenta o desenvolvimento do colesterol ruim.

De acordo com suas palavras, o que faz com que o colesterol acumule no organismo é, justamente, a glicose, e, com a ausência dessa substância, a gordura que se transformaria em colesterol se torna o combustível das células.

*Este texto é de caráter informativo. As informações nele contidas não devem ser utilizadas como substitutivas ao tratamento já indicado. Converse sempre com seu médico e nutricionista. #Alimentação Saudável