Tudo pode começar em um sapato muito apertado. Este é o primeiro cuidado que as pessoas devem tomar. Permanecer o dia inteiro com aquele sapato apertado que pressiona o calo de estimação pode, ao final do dia, deixar a pessoa com dores e mau humor.

Os pés e as pernas também merecem cuidados, bem como os músculos que ajudam nossa locomoção

Se você passou a noite pulando carnaval não tem do que reclamar. Quando sujeito a esforços agressivos, tais como ficar a noite inteira pulando, dançando, sem dar um minuto de descanso, os pés reclamam. Mas há pessoas que além de nunca pularem carnaval, abominam esta prática e, ainda assim, volta e meia apresentam os membros inferiores doloridos, aí incluindo as pernas e os pés.

Publicidade
Publicidade

Há casos em que sobra pé e falta sapato, mesmo quando você escolhe o número que normalmente utiliza. Há pessoas que estão projetando sapatos personalizados. Como as formas são razoavelmente projetadas e seguem um padrão, está na hora de investigar o que pode estar acontecendo. Se ainda não decidiu ir a um médico especialista (o curso de um ortopedista está pela hora da morte), quem sabe um podólogo possa ajudar, as dores podem se resumir a um calo mal cuidado. Reze para que não seja um esporão (as proeminências ósseas próximas ao calcanhar). O esporão de calcâneo quando resolve aprontar é muito dolorido. As planilhas quando bem indicadas podem ajudar.

Quem sabe se você tomar alguns cuidados básicos seja possível contornar este problema. Tomar bastante água ajuda, diminuir a quantidade de sal fará seu coração e suas veias ficarem agradecidas e seu pé diminuir o volume do inchaço.

Publicidade

Quando estiver no supermercado se afaste da prateleira dos refrigerantes, mas se detenha na prateleira dos chás, principalmente daqueles coquetéis verdes tão em moda nos dias atuais (os sucos detox).

Evite ficar muito tempo em pé, e quando for em sua academia preferida, onde barrigas de tanquinho e corpos esbeltos causam inveja, peça para seu treinador (personal training para ficar mais bonitinho) para indicar exercícios que permitam que você aumente a musculatura de sua panturrilha. Uma panturrilha forte é garantia de menos dores nos pés. A turma mais antenada em treinamentos deve preferir uma “drenagem linfática”. Veja que, com poucas palavras, você está quase com um arsenal de medidas para combater o inchaço e as dores nos pés. Se a idade já chegou ou. caso contrário, você não tenha vergonha que muitos têm, pode utilizar meias compressoras, mas cuidado para não estrangular alguma veia com uma pressão muito elevada.

Uma última lembrança que pode ajudar: os sapatos sob medida saem muito mais caros e nem sempre são uma garantia se todas as medidas anteriores não fizerem parte de um esquadrão de guerra que você montou para diminuir o inchaço e as dores nos pés.  #Dicas #Medicina