Durante a quinta-feira (19), uma reunião entre o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o governador do estado, Francisco Dornelles, selou o acordo para reforço na assistência à saúde de turistas, população, atletas e comissões durante os Jogos Rio 2016. Prevenindo-se contra possíveis doenças contagiosas ou emergências corriqueiras, foram disponibilizadas 146 ambulâncias, uma autorização para abertura de 130 novos leitos, além de contratação de novo pessoal que auxiliará os que já permanecem na equipe.

Ao que indicam, as propostas de Barros, Dornelles e Paes, 2,5 mil funcionários serão contratados temporariamente durante a realização dos Jogos Rio 2016, que serão encarregados do atendimento em hospitais público-federais.

Publicidade
Publicidade

Além dos temporários nos hospitais, um número que gira em torno de 3,5 mil agentes externos serão contratados para trabalhar na vigilância sanitária. O Ministro da Saúde garantiu que o projeto acertado anteriormente para as Olimpíadas não irá mudar. O acordo foi firmado em comum acordo entre governo federal, estadual e municipal, e visa atender com maiores condições tanto a população, quanto aos turistas.

Ambulâncias entregues

Disponibilizadas já em 2015 em repasse acordado para o #Governo do estado do Rio de Janeiro, as ambulâncias terminam de chegar até a data de início dos Jogos, O dinheiro para custos será repassado em duas verbas pelo Ministério da Saúde, sendo uma já enviada e a outra programada para meados do mês de agosto. Tais verbas serão destinadas às compras de materiais, gastos com combustível e demais insumos necessários.

Publicidade

Após os Jogos, as ambulâncias serão repassadas a diversas cidades com o intuito de renovação de frota da SAMU.

Abertura de Leitos

A abertura de 130 leitos será realizada o mais rápido possível após a inauguração de novos setores em hospitais e institutos do Rio de Janeiro. Para compor os 62 leitos de clínicos, os 58 cirúrgicos, os seis pediátricos e as quatro coronarianas, o hospital contará com o reforço de 2,5 mil novos funcionários, incluindo médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e a composição de diversos outros setores.

Para finalizar as iniciativas, a prefeitura promete trazer um velho conhecido da população: o aplicativo Guardiões da Saúde (sucesso durante a Copa do Mundo de 2014). O Guardiões da Saúde permitirá aos usuários o compartilhamento de sintomas, riscos de proliferação e locais propensos às doenças contagiosas que devem ser evitadas. O aplicativo tem o objetivo de ser o mesmo sucesso que fora durante a Copa, entretanto, agora, de maneira mais afinca, devido a rápida proliferação do zika vírus no país.       #Rio2016 #sistema de saúde