Diversas são as causas do infarto agudo do miocárdio ou ataque cardíaco, como é conhecido popularmente, dentre elas: alta concentração de poluentes, colesterol alto, estresse, tabagismo, obesidade, hipertensão arterial, estresse, sedentarismo, aterosclerose, mas, uma causa que se destaca como importante, são as temperaturas frias, que aumenta 30% o risco de infarto em comparação às temperaturas quentes.

Segundo Luiz Antonio Machado Cesar, diretor  do setor de #Doença coronariana crônica do Instituto do Coração (Incor), os motivos para este aumento são: infecções do trato respiratório, contração do vasos sanguíneos e uma produção maior de substâncias no fígado responsáveis pela formação de coágulos. 

Luiz Antonio diz ainda que o frio também pode aumentar os casos de acidente vascular cerebral (AVC), por ser uma doença relacionada à circulação sanguínea e em períodos frios, pode acontecer um processo inflamatório, aumentando as placas de gordura nas paredes das artérias e causando o AVC.

Publicidade
Publicidade

A Doença

O Infarto agudo do miocárdio (IAM)  também é conhecido popularmente como ataque cardíaco, se dá devido à diminuição ou falta da circulação sanguínea, não permitindo que o músculo cardíaco (miocárdio) receba oxigênio e nutrientes, esse fator pode levar á morte das células.  

O sintoma principal é dor intensa no tórax que irradia para ombros e braços, azia, queimação podendo até ser confundida com alguma patologia estomacal e acontece com mais frequência do lado esquerdo do corpo.

Prevenindo

O IAM é considerado uma das principais causas de morte no Brasil e no mundo, nos primeiros sintomas é recomendado a procurar um atendimento médico.

É importante que a pessoa esteja em dia com a vacina contra a gripe, estar muito bem agasalhadas durantes as estações frias; principalmente pessoas portadoras de patologias que são fatores de risco para o infarto, controlar a pressão arterial, glicose e colesterol, adotar hábitos saudáveis: como alimentação, não fumar e atividades físicas com frequência e evitar concentração de poluentes.

Publicidade

#Curiosidades