Usado como anti-inflamatório e antitérmico, para reduzir sintomas de dores como artrites, dores de lesões e inflamações dentárias, analgésicos a base de ibuprofeno e medicamentos semelhantes podem desencadear ou agravar a insuficiência cardíaca – quando o coração não consegue bombear sangue suficiente para o corpo -, alerta a Associação Médica do Coração (AMC), situada nos Estados Unidos.

Conforme reportado no jornal inglês The Telegraph, nesta segunda-feira (11), essa foi a primeira vez que a instituição divulgou uma declaração científica sobre os perigos que as pessoas com problemas cardíacos podem enfrentar ao ingerir esse tipo de analgésico.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a AMC, esses medicamentos com a substância ibuprofeno, além de prejudicar o coração, também podem interferir no tratamento de indivíduos com pressão arterial elevada. Segundo os médicos, a substância causa a retenção de sódio e líquidos, fazendo com que remédios diuréticos, usados para tratar a pressão alta, tenham a eficácia reduzida.

A Associação Médica do Coração também enfatiza os perigos que os pacientes enfrentam ao ingerirem diversos medicamentos para tratar a mesma patologia. Segundo a entidade, existem doenças diferentes que fazem com que o coração não tenha força suficiente para levar o sangue em todas as partes do corpo.

Os médicos também acentuam que indivíduos com esses problemas costumam tomar mais de sete remédios por dia, e que essa quantia de medicamentos pode desencadear uma overdose devido a quantidade de sódio presente nessas drogas.

Publicidade

Para evitar que isso ocorra, eles sugerem que pacientes e médicos estudem a melhor forma de usar os remédios.

Cuidado com os suplementos

A AMC salienta que os suplementos nutricionais podem interferir no desempenho de medicações para combater a insuficiência cardíaca. Também enfatiza que os níveis de sódio nesses alimentos são maiores do que o indicado pela ciência, tornando o produto tóxico para as células do músculo cardíaco.

Apesar da maioria das pessoas acreditar que não há efeitos colaterais em medicamentos da #Medicina alternativa, os pesquisadores do órgão adicionam que suplementos contendo efedrina (encontrada em plantas da família das efedráceas), e outros remédios naturais, compostos por erva de São Jorge, ginseng , chá verde e o dan shen – uma raiz usada na China como remédio para o coração -, são perigosos para sujeitos com problemas cardíaco.

Conforme o The Telegraph, cerca de 900 mil pessoas têm insuficiência cardíaca no Reino Unido. #Mídia #Curiosidades