Apesar de estar a milhares de quilômetros da Terra, o planeta Marte, considerado o segundo menor do Sistema Solar – Mercúrio lidera a lista -, vem sendo intensamente explorado desde 1971. Embora os soviéticos tenham sido os primeiros a enviar duas sondas ao astro, somente em 1975 o planeta seria amplamente estudado pelas sondas Vikings, projetadas pela Agência Espacial Americana (NASA).

Embora haja diversos instrumentos na órbita e no solo de Marte, pela primeira vez cientistas construíram uma sonda com o único propósito de investigar se existe, ou se ao menos já existiu vida naquele corpo celeste. Conforme noticiado pelo periódico europeu Mirror, a sonda ExoMars Trace Gas Orbiter (TGO), desenvolvida pela Agência Espacial Europeia (ESA), chegará em outubro àquele planeta.

Publicidade
Publicidade

Lançada em 14 de março, a nave espacial já percorreu mais da metade do trajeto de 500 milhões de quilômetros. Pesquisadores da ESA estimam a chegada da sonda para o dia 19 de outubro. A TGO é a primeira das duas naves que orbitarão Marte com objetivo de analisar gases raros na atmosfera do planeta vermelho, como o metano, que pode indicar a presença de seres orgânicos.

Entretanto, a Agencia Espacial Europeia pretende explorar todos os aspectos de Marte. Além das sondas, também será enviado um robô para pesquisar indicativos de vida no solo do astro. Batizado de Schiaparelli, o robô será o primeiro elaborado pela ESA em solo marciano.

Equipado com seis rodas, ele será lançado em 2020. Cientistas pretendem usá-lo para perfurar o solo e analisar amostras à procura de sinais moleculares que possam apontar vestígios da existência de vida.

Publicidade

Na quinta-feira (28), controladores da missão da Agência Espacial Europeia em Darmstadt (Alemanha), comemoraram o funcionamento do foguete encarregado pelo transporte da nave. Segundo a pesquisadora Silvia Sangiorgi, vice-gerente de operações da TGO, o motor responsável por impulsionar o foguete funcionou por 52 minutos, deixando a sonda mais perto do destino final.

A ESA é composta por 22 países, ou estados-membros. Com sede em Paris (França), a agência conta com mais de dois mil funcionários e está em atuação desde 1975, data em que foi fundada. #Astronomia #Inovação #Curiosidades