Quando o assunto é traição, não há discussão: as mulheres são muito mais racionais do que os homens. Por que? Porque via de regra elas traem por insatisfação no relacionamento, ou infelicidade e um conglomerado de motivos que se empilham em uma estrutura instável. E os homens? Aqui, a racionalidade perde força, e o motivo que leva a maioria dos homens a trair é puro instinto, vontade ou desejo, razões essas que cegam temporariamente a racionalidade e levam o homem a atos impensados. Pelo menos é isso que diz uma pesquisa recente realizada pela psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Projeto Sexualidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Publicidade
Publicidade

 

Em pesquisa anterior, a psiquiatra já havia demonstrado que o grau de traição é maior nos homens (o que não chega a ser exatamente uma surpresa), agora, em pesquisa lançada na primeira semana de Julho de 2016, os pesquisadores constataram que o nível de traição das mulheres aumentou, enquanto o dos homens se manteve estável.

A pesquisa ouviu cerca de 3 mil pessoas em 7 capitais do Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Distrito Federal, Salvador e Belém. Os participantes tinham entre 18 e 70 anos, com a maioria estando na casa dos 35,5 anos. E os dados obtidos foram: 50,5% dos homens já traíram, enquanto apenas 30,2% das mulheres afirmaram o mesmo. De acordo com Carmita, grande parte dos homens não considera que essas “relações eventuais” (invariavelmente apenas sexuais) prejudicam ou interferem em seu “relacionamento oficial”.

Publicidade

Já as mulheres ultrapassam a superficialidade de uma “transa casual” e quando buscam um parceiro fora do relacionamento, buscam na verdade maior afetividade, carinho e/ou atenção. Vale ressaltar ainda, que muitos homens admitem que, mesmo quando a sexualidade em seu relacionamento não está ruim, eles buscam outras parceiras apenas por desejo, enquanto as mulheres, em grande parte das vezes, buscam sexo apenas quando o sexo em seu relacionamento é insatisfatório.

A pesquisa ainda mostra que Salvador é a capital campeã em traição no Brasil: 45,8% dos soteropolitanos, entre homens e mulheres, disseram que já foram infiéis, enquanto a média nacional ficou em 40,5% (são os mais infiéis ou os mais sinceros?). Já São Paulo ficou na lanterna, sendo a capital que menos trai: 33,8% (são os mais fiéis ou os mais mentirosos?). Por fim, a pesquisa mostrou que 3,2% dos homens e 5,6% das mulheres não fazem sexo. #Dicas #Comportamento