Embora cada #Mulher reaja de um jeito durante a terrível #TPM (tensão pré-menstrual), podemos aqui, mencionar os sintomas mais comuns que aparecem nesta época, que são: dores de cabeça, inchaços, mau humor e vários outros.

Todos esses incômodos surgem de acordo com a frequência em que os hormônios femininos sofrem uma variação neste período. O que nos faz acreditar quem nem todas as mulheres, sentem os mesmos sintomas.

Por isso, destacamos aqui, 4 tipos diferentes de TPM, para que você possa tentar identificar qual é o seu e analisar o que pode ser feito para amenizar este terrível período de sofrimento.

1° tipo de TPM: As nervosas

Este é o grupo onde as mulheres sentem ansiedades, irritabilidades e muito nervosismo.

Publicidade
Publicidade

Geralmente, são as mais bravas e mal humoradas. Devem evitar comer carne vermelha neste período, mas podem abusar dos cereais, ovos e vegetais para tentar preparar o organismo para enfrentar esse período.

2° tipo de TPM: As comilonas

Neste, as moças são gulosas e compulsivas, comem tudo o que veem pela frente, em especial os chocolates e doces. Elas sentem uma certa depressão, dores de cabeça e cansaço. Devem procurar se alimentar de frutos do mar, leguminosas, frango e grãos, para se sentirem melhor.

3° tipo de TPM: As desesperadas

Essas são as choronas e dramáticas, não conseguem ver nenhum tipo de cena ou ouvir qualquer tipo de crítica, que logo desabam em lágrimas. Costumam apresentar insônia e se sentem deprimidas facilmente, devem comer mais vegetais verdes-escuros, frutas como a banana e arroz integral.

Publicidade

4° tipo de TPM: As inchadas

Neste tipo de TPM, as mulheres ficam muito inchadas. Elas, normalmente, sofrem com excesso de retenção de líquidos e é isso que causa os inchaços, que ocorrem nos seios, abdômen e nas pernas. O conselho para essas mulheres é: coma nozes, amêndoas, castanhas e legumes alaranjados.  Não se esqueça, de forma alguma, de diminuir ou cortar de vez o consumo de açúcar e sal.

Conselho importante

O mais importante mesmo é saber quando estamos precisando de uma ajuda médica.  Por isso, se mesmo modificando a sua alimentação estes sintomas continuarem te incomodando de forma anormal, procure quem entende do assunto, para te orientar se caso for preciso fazer algum tipo de tratamento especifico no seu caso. #Saúde