Amplamente conhecida pelo público, as famosas pirâmides do Egito continuam a encantar pesquisadores e curiosos. Algumas estruturas, avaliadas com mais de quatro mil anos de idade, como as famosas pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos, situadas na cidade de Gizé, teriam sido usadas para abrigar o corpo de influentes faraós e personalidades da época, segundo avaliação dos arqueólogos.

Agora, uma descoberta feita no Cazaquistão, em 2015, mas revelada ao público somente em agosto deste ano, tem repercutido no meio acadêmico. De acordo com informações da #Mídia especializada norte-americana Science World Report, desta segunda-feira (22), uma das mais antigas pirâmides do mundo, com três mil anos de idade, foi identificada pelos arqueólogos daquele país.

Publicidade
Publicidade

Ela teria sido elaborada para abrigar o corpo de um importante líder.

Segundo o arqueólogo responsável pelo achado, Viktor Novozhenov, do Instituto de Arqueologia Saryarkinsky, localizado no município de Karaganda, a pirâmide, semelhante às do Egito, erguida há mais de três milênios na região de Saryarke, teria servido como um tipo de mausoléu para o líder de uma poderosa tribo local.

Novozhenov fala que essa civilização existiu até o final da Idade do Bronze (3300 a.C). No entanto, o arqueólogo não fornece outras características desse povo. O achado é tão recente, que nem o nome ou os costumes dos indivíduos pertencentes àquela tribo, foram catalogados.

Localização

A região em que a obra foi detectada está localizada num território inóspito do Cazaquistão, distante cerca de 3900 milhas (6276,442 km) do Cairo – capital do Egito.

Publicidade

Pesquisadores acentuam que a estrutura se parece com a pirâmide de Djoser (Egito). Contudo, ela teria sido construída mil anos antes da egípcia.

Apesar dos arqueólogos não saberem explicar como uma civilização distante milhares de quilômetros da egípcia arquitetou uma pirâmide parecida com a dos faraós, eles revelam que pretendem explorar o interior da estrutura em breve.

Conforme a equipe liderada por Igor Kukushkin da Universidade Estadual de Karaganda, todas as descobertas serão transferidas para o museu de arqueologia daquela universidade.

Características

Considerada de baixa estatura, a pirâmide tem cerca de dois metros de altura. Ela mede aproximadamente 15 metros de comprimento e é feita de pedra, terra e fortificada por lajes na parte de fora.

Porém, diferente das egípcias - pontiagudas nas extremidades -, a obra erguida no Cazaquistão apresenta um topo plano e retangular.

No interior da suposta ‘câmara mortuária’, arqueólogos encontraram poucos objetos e nenhum corpo, até o momento. Mais estudos sobre a pirâmide e sobre a civilização responsável pela sua construção, serão realizados.

Afinal, será que algum dia os cientistas conseguirão desvendar o motivo de várias civilizações em todo o mundo terem suas arquiteturas de forma piramidal, como a egípcia? Talvez, essa seja a resposta definitiva para desvendar os segredos em torno dessas estruturas. #Inovação #Curiosidades