Já é fato que o #planeta Terra anda mais quente ao longo dos anos. Desde 1850 as temperaturas consideradas normais pelos cientistas tem se elevado, atualmente os cientistas preveem que no futuro a #Temperatura pode aumentar em até 5 graus Celsius até o fim do século se as emissões de carbono continuarem aumentando.

Essa projeção pode se tornar realidade em breve se os países mais emissores de gases poluentes não aderirem a política do corte de emissões de carbono, o que não se constitui em uma tarefa fácil, já que as emissões acontecem em grande parte pela utilização de combustíveis fósseis nos automóveis. Combustíveis esses que emitem grande quantidade de gases tóxicos que contribuem para o super aquecimento do planeta.

Em 2016, ano vigente, o planeta já se encontra próximo de bater os recordes de altas temperaturas globais.

Publicidade
Publicidade

Essa elevação já era prevista por vários cientistas, mas a rapidez com que está acontecendo está visivelmente alarmando os pesquisadores. O mês de junho de 2016 foi o mês mais quente desde 1880, quando as temperaturas do planeta começaram a ser registradas para estudos, e junho representa o 14° mês de recorde de altas temperaturas, que, segundo os cientistas, já representa por si só outro recorde, que se torna outro fato preocupante.

Diante da gravidade da elevação rápida de temperatura, foi divulgado um alerta pelo diretor do Programa de Pesquisa de Clima Global.

De acordo com David Carlson, diretor do programa de pesquisas da Organização Meteorológica Mundial (OMM), estes saltos repentinos de temperatura não foram antecipados pela pesquisa, aparecendo como um fator surpresa, outro dado alarmante é o aumento da temperatura das águas do Oceano Ártico, que aumenta consideravelmente em relação aos outros oceanos, este fato se deve também ao derretimento do gelo, que foi maior que a taxa esperada para o primeiro semestre deste ano.

Publicidade

Segundo David Carlson, o derretimento das geleiras que houve nessa primeira metade de 2016 é o volume que deveria ser observado até o final deste ano. #AquecimentoGlobal