É comum muitas pessoas terem dúvidas ao comprar seus #medicamentos. Há tantas opções de marcas de diferentes laboratórios, que o consumidor acaba, muitas vezes, confuso. Mas, afinal, qual os cuidados que se deve tomar e como diferenciar essas opções?

Medicamento de referência: produto inovador no tratamento de uma doença. Tem sua segurança, eficácia e qualidade comprovados cientificamente quando do registro perante a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). É identifcado por um nome comercial ou de marca. Possui direito à exclusividade de comercialização ou proteção patentária por alguns anos. Somente quando este prazo expira é que os outros laboratórios podem também comercializar o mesmo produto farmacêutico.

Publicidade
Publicidade

Medicamento genérico: é idêntico ao medicamento de referência. Apresenta o mesmo princípio ativo, forma farmacêutica, via de administração, etc. Passa também por todos os testes de segurança, eficácia e qualidade. É o medicamento que pode, por lei, substituir o medicamento de referência. O genérico é comercializado sem uma marca comercial ou nome fantasia, sendo vendido apenas pelo nome do princípio ativo. Além do mais, na embalagem de todos os #genéricos, há uma tarja amarela contendo a letra "G" e está escrito "Medicamento Genérico".

Medicamento similar: é aquele que apresenta o mesmo princípio ativo, forma farmacêutica e via de administração que o medicamento de referência, podendo variar em características como embalagem, prazo de validade, rotulagem, tamanho e forma do produto. A princípio, o similar não podia substituir o referência, mas, hoje em dia, existem os similares intercambiáveis, que podem, por lei, substituir o produto original.

Publicidade

Quando o medicamento é prescrito em uma receita médica pelo nome de referência, pode-se vender o próprio ou seu genérico ou um similar intercambiável; quando é prescrito pelo nome do genérico, pode-se vender o genérico ou o referência; quando é prescrito pelo nome do similar, pode-se vender o similar ou o referência, se for um similar intercambiável.

O uso correto e racional de medicamentos é uma questão de saúde pública. Então, informe-se e zele por sua saúde. Em caso de dúvidas, consulte o farmacêutico.