Quem nunca teve alguma dúvida sobre sexo oral alguma vez na vida? As famosas doenças sexualmente transmissíveis (DST) já tiraram o sono de muita gente que, por um descuido ou outro, deixaram de usar preservativo com um parceiro ocasional. Mas e quanto ao sexo oral? Poucas pessoas sabem que ele pode ser a porta de entrada para muitas doenças, inclusive a Aids. Nesse complexo mundo do prazer, a informação pode ser uma grande aliada contra as infecções.

Existem ainda muitas dúvidas sobre o que o sexo oral transmite. Segundo o médico infectologista Esper Kallas, o uso da camisinha ainda é o ponto chave da questão porque protege a pessoa de contrair várias doenças ou algum tipo de vírus.

Publicidade
Publicidade

Ainda, segundo ele, mais de 10 milhões de brasileiros já contraíram algum tipo de DST somente ano passado. Com o sexo oral não é diferente e o uso da camisinha se torna necessário até mesmo para essa prática. O risco de contágio por alguma doença na prática do sexo oral é pequena, se comparada ao sexo em si, mas ainda existe uma chance.

O médico salienta que as doenças mais comuns transmitidas pelo sexo sem proteção são: Aids, sífilis, gonorreia, candidíase, hepatites, entre outras. Vale lembrar que, se a pessoa estiver com algum sintoma ou sinal, deve imediatamente procurar ajuda médica para o quadro clínico não se agravar. Ainda segundo Kallas, até mesmo pelo sexo oral é possível contrair algumas doenças se a pessoa que estiver praticando tiver alguma ferida na boca, por exemplo. Com o simples contato da ferida com a região genital do parceiro torna-se possível a transmissão.

Publicidade

Por mais que as pessoas tenham resistência, o uso do preservativo ainda é o melhor remédio, inclusive na prática do sexo oral. O infectologista defende que o uso da camisinha é necessário até mesmo para casais que são fiéis e deve se tornar um hábito. Segundo Kallas, o maior problema é que as pessoas transam sem camisinha vez ou outra e têm muita resistência em usar novamente, e o que deveria se tornar um hábito, acaba sendo esquecido na hora do sexo.

  #Dicas #Saúde