Existem inúmeras invenções que parecem ser tão simples, mas acabam se tornando algo extremamente importante em nossas vidas, Fazendo com que ficamos totalmente dependentes do produto e não consigamos mais nos imaginar como seria a nossa vida sem elas. Sabemos a facilidade de contrairmos doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) durante o ato sexual, isso acaba se tornando um grande pesadelo na vida das pessoas, principalmente quando o clima esquenta logo nos primeiros encontros.

Pensando nisso, três jovens estudantes na faixa dos 14 anos de idade, estão elaborando um preservativo que muda de cor quando entra em contato com as bactérias que estão presentes em algumas DSTs, como a clamídia e sífilis.

Publicidade
Publicidade

Daanyaal Ali, Muaz Nawaz e Chirag Shar, se mostraram três mentes brilhantes e procuraram um jeito de colaborar com as futuras gerações, detectando as DSTs.

Estudantes do colégio Newton Academy, em Liford, região metropolitana de Londres, eles conquistaram o prêmio Teen Tech por terem elaborado a melhor invenção dos últimos tempos na área da #Saúde. “Sempre desejamos fazer algo que fosse capaz de detectar possíveis DSTs, oferecendo uma maior segurança na hora do ato sexual, pois assim seria mais fácil a pessoa tomar medidas imediatas, se cuidando até mesmo em suas casas, sem precisar se expor ou procurar uma ajuda médica”, conta uns dos jovens colaboradores do projeto.

Muitos jovens se entregam no primeiro encontro e com isso se torna mais fácil o contágio das doenças, que podem afetar a sua saúde intima, dificilmente se preocupando com a sua prevenção, deixando o desejo falar mais alto no momento.

Publicidade

Os médicos alertam para a importância de usarmos o preservativo comum, pois ele também pode prevenir futuras dores de cabeça e até mesmo uma gravidez indesejada, mas isso dificilmente é seguido por eles. Com a invenção, algumas doenças rotineiras podem ser tratadas com mais rapidez, evitando que isso se prolongue e se torne ainda mais complicada.

O produto ainda está em fase de criação, por isso não existe uma previsão certa de quando vai ser comercializado mundialmente. Porém, grandes fabricantes de preservativos já estão interessadas na brilhante invenção dos jovens, e podem colocar o preservativo brevemente à venda. #Dicas #Relacionamento