Em um vídeo publicado no YouTube, o britânico Ian Frizell, de 55 anos de idade, mostra o impressionante efeito que a maconha causa no Mal de Parkinson, parando quase que completamente os seus tremores. De acordo com site Metro, do Reino Unido, Frizell começou a sofrer com os sintomas do Mal de Parkinson em 1995, sendo definitivamente diagnosticado com a doença em 2011.

Pessoas que sofrem do Mal de Parkinson apresentam tremores musculares constantes, e Frizell, no início deste ano, passou por uma cirurgia conhecida como Estimulação Cerebral Profunda (Deep Brain Stimulation, em inglês, ou DBS), onde uma espécie de marcapasso é implantada no cérebro.

Publicidade
Publicidade

Assim, esse dispositivo – que é usado nos casos em que o paciente não responde favoravelmente aos medicamentos – passa a enviar impulsos elétricos para o encéfalo (o centro do sistema nervoso),  aliviando sintomas de doenças degenerativas.

Efeito da maconha sobre o Mal de Parkinson

No vídeo postado no YouTube, Ian Frizell comenta que os remédios prescritos para controlar sua doença lhe faziam muito mal, e que por isso precisou fazer a DBS. Para dar uma amostra da gravidade de seus sintomas, o britânico desliga o marcapasso cerebral, e passa a tremer descontroladamente.

Conforme a filmagem transcorre, Frizell afirma que vai fazer o uso medicinal de cerca de 30 mg de maconha com o auxílio de um vaporizador, e retornar entre 20 e 30 minutos depois, para mostrar os efeitos da droga no Mal de Parkinson.

Publicidade

Passado este período, o britânico retorna com o DBS ainda desligado, porém, desta vez, ele quase não apresenta tremores, e afirma para a câmera: "A sensação de alívio é esmagadora".

Segundo o Metro, um relatório compilado pelo neurologista e professor Mike Barnes, argumentando que a maconha – pelo seu poder de aliviar sintomas de várias doenças, ou de melhorar o desconforto causado por certos tratamentos, como por exemplo, pela quimioterapia – deveria ser legalizada para uso médico no Reino Unido, está sendo apoiado por um grupo suprapartidário de figuras políticas daquele país.

Além disso, ainda de acordo com o Metro, uma pesquisa realizada no início deste ano revelou que mais da metade dos deputados britânicos defende a legalização da maconha para fins medicinais.

Assista ao vídeo divulgado por Ian Frizell, em inglês:

#Saúde