De acordo com a Organização Mundial da #Saúde (OMS), a #depressão já atinge cerca de 400 milhões de pessoas, 7% da população mundial. Isso afeta a saúde da família, e os custos da depressão no mundo todo já passam de 800 bilhões de dólares.

Muitas pessoas confundem as duas palavras. Tristeza e depressão são coisas completamente diferentes. 

  • Tristeza - A tristeza não é necessariamente um sentimento ruim, ele é até importante para o corpo, e saudável. Esse sentimento ajuda a colocar a cabeça no lugar, e superar momento não muito bons para o individuo. O fim de um relacionamento, ou a perda do seu emprego, são momento difíceis, mas geralmente, depois de 30 dias, essa angústia começa a ir embora. 

  • Depressão - Como foi dito acima, a tristeza passa em poucas semanas, mas se isso persistir, é preciso procurar um médico com urgência. Pode ocorrer um sentimento de desesperança com a vida, pouca ou nenhuma perspectiva para o futuro, e esses são os principais sintomas de um começo de depressão. 

Esses sintomas são um indicativo, mas se algum deles desaparecer, não quer dizer que você não tem mais a #Doença.

Publicidade
Publicidade

É preciso ficar atento e procurar ajuda. 

Depressão é uma doença grave; quando a pessoa tem esse problema, existe uma série de mudanças químicas no cérebro da pessoa deprimida. Esse problema é muito difícil de explicar, em termos do que a pessoa sente em relação a si própria e a sua vida; somente pessoas que já passaram por isso podem explicar como é ter essa terrível doença

Como é o tratamento?

Para tratar, existem muitos antidepressivos disponíveis no mercado. Para o seu caso, quem poderá indicar o melhor medicamento é somente o médico, bem como a dosagem e a duração do tratamento. Por isso é muito importante seguir o que o médico diz, e nunca tomar remédios por conta própria. 

A duração do tratamento muda de paciente para paciente. Muitos têm que passar anos se tratando para evitar a volta dos sintomas da doença.

Publicidade

A psicoterapia ajuda as pessoas deprimidas, mas não cura, nem previnem novos casos, daí a importância de ir no médico com frequência para evitar novos casos de depressão.