Se você acha isso um absurdo de ler, saiba que para alguns cientistas, isso é cientificamente possível.

Quando uma relação não está bem, pode-se surgir possibilidades de uma traição, o que para muitos é algo doloroso, quando descoberto, e inadmissível. Aceitar que foi traído (a) e que o parceiro (a) tem um amante,não é algo assim tão normal, mas de acordo com um estudo, é algo explicável.

De acordo a pesquisa realizada, o fato de muitas pessoas terem uma segunda opção é inteiramente normal, e acontece há muitos anos, desde quando a raça humana ainda era primitiva.

Um grupo de cientistas da Universidade do Texas sugeriu que o fato de algumas mulheres terem casos fora do relacionamento é porque são geneticamente programadas para isso.

Publicidade
Publicidade

Segundo o estudo, a vida monogâmica não faz parte dos tempos antigos, primários de reprodução humana.

Nos tempos antigos, era normal tanto o homem como a mulher ter vários parceiros, e em especial as mulheres terem muitos amantes.

De acordo com a pesquisa, os humanos acabaram se desenvolvendo para ir testando parceiros e parceiras até encontrar a pessoa certa que dure mais tempo.

O Dr. David Buss, que é o autor do estudo, disse em entrevista ao site The Times: "Hoje terminar com alguém uma relação e procurar outra pessoa é algo que parece normal, mas nos tempos antigos, primitivo, isso não era (procurar outra pessoa, ou ter um plano B).

Em especial as mulheres, que procuram um parceiro para reproduzir, a ideia de ter outros parceiros vem da antiguidade, ou seja, são geneticamente hereditárias.

Publicidade

Nos tempos antigos, era comum as mulheres terem muitos amantes, e serem amantes.

Embora toda a pesquisa tenha sido feita apenas com mulheres, a uma grande possibilidade de que os homens, que tendem a ser movidos pelo desejo sexual, possam também ser geneticamente encaixados nas mesmas condições que as mulheres.

Porém, os homens tendem a não se apaixonar tanto pelas amantes, como as mulheres costumam se apaixonar.

O que você acha da pesquisa? Concorda ou discorda? Opine, deixe seu comentário. #Dicas #Curiosidades #Comportamento