A morte precoce de uma jovem de 20 anos, ao realizar um bronzeamento artificial, em uma clínica clandestina da cidade de Brasília, durante esta semana, reacendeu o alerta sobre os riscos que envolvem esse tipo de procedimento estético, bem como tudo que tem relação com o lugar e com os profissionais que realizarão o mesmo.

O Idec - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - fez uma lista com orientações a serem observadas, antes de se submeter a um #Tratamento estético.

1 - Pesquise: segundo a advogada Mariana Alves, do Idec, é recomendado que o consumidor faça uma pesquisa que envolve o resultado e a contraindicação do tratamento que se pretende realizar.

Publicidade
Publicidade

É importante também que se faça uma avaliação da infraestrutura e das condições que são ofertadas pelo local escolhido, além da formação do profissional que prestará o serviço. 

2 - Visite o local: a orientação é para que o cliente visite a clínica ou o centro de estética antes de fechar o serviço, e observe as condições de higiene do local. Observe se são usados materiais descartáveis, principalmente seringas e agulhas, e se os artigos de uso comum são esterilizados, exemplo das toalhas e lençóis.

3 - Veja se o local tem autorização para funcionar: a autorização deve ser emitida pelo órgão de vigilância do município ou do Estado e deve estar afixada em um lugar visível.

4 - Formação do profissional: se informe sobre a formação de quem irá fazer o atendimento. Caso for um médico ou fisioterapeuta, verifique se o mesmo tem registro no conselho de classe ou se está ligado a alguma associação científica. 

5 - Se informe: segundo o Idec, o consumidor deve ficar atento se o profissional quer apenas 'empurrar' o serviço, sem ao menos prestar as informações precisas sobre o tratamento.

Publicidade

O consumidor tem todo o direito de obter as informações sobre o tratamento e serviço que será realizado e deve ter isso respeitado.

6 - Avaliação prévia: de acordo com a advogada, além de realizar a pesquisa, o consumidor deve ser avaliado previamente pelo profissional, para que o mesmo saiba as condições de saúde do cliente e avalie qual o procedimento mais indicado para se alcançar o resultado que ele espera. Essa avaliação serve também para que se saiba o número de sessões que deverão ser realizadas para se chegar ao resultado final almejado. 

7- Risco e contraindicação: pergunte ao profissional responsável quais são os riscos, as limitações, as contraindicações e os detalhes do tratamento que será realizado. Entenda sobre os aparelhos e cosméticos que serão usados em seu corpo e quantas seções serão necessárias. #Beleza #Dicas