A #berinjela é muito usada por pessoas que buscam emagrecer, e além de ser usada ao natural, pode ser usada também na forma de suco, chá e #farinha. Destas três formas, a farinha é a que mais mantém as propriedades originais do vegetal. Estudos indicam a eficácia de seu uso regular para emagrecer e para diminuir a gordura do sangue. A farinha de berinjela é rica em fibras, e apenas uma colher de sopa já representa 27% do indicado numa dieta de 2 mil calorias diárias, mas é pobre em gordura, e representa apenas 0,5% do recomendado por dia.

Benefícios da farinha

Aumento da saciedade: a farinha de berinjela auxilia no emagrecimento, pois aumenta a saciedade, devido à grande concentração de fibras que possui, que entram em combinação com a água indicada para consumo diariamente, de 1,5 a 2 litros, e forma um gel em nosso estômago, o que torna a digestão mais lenta e aumenta a distensão da parede do mesmo, fazendo com que tenha vontade de comer menos.

Publicidade
Publicidade

Redução da gordura: o gel que forma no estômago faz com que a glicose dos alimentos que ingerimos junto com a farinha vá devagar para a corrente sanguínea. A insulina é que coloca a gordura para o interior das células e quando isso é feito mais devagar, menos gordura é acumulada no tecido adiposo e ganhamos menos peso.

Controle da compulsão por doce: ao evitar o pico glicêmico, evita-se também a queda brusca da glicose no sangue e a vontade de consumir o açúcar.

Ajuda para diabéticos: consumir a farinha de berinjela, rica em fibras, aumenta o intervalo de envio da glicose para o sangue, evitando até a diabetes.

Redução das gorduras do sangue: o consumo da farinha pode diminuir o colesterol total, o colesterol LDL e as triglicérides. Como a absorção da glicose é retardada, o colesterol também é mandado em quantidade menor para o sangue.

Publicidade

Além disso, as fibras atuam nos sais biliares, essencial na absorção do colesterol.

Melhora do funcionamento intestinal: o gel formado pela fibra ajuda o bolo alimentar a transitar melhor pelo intestino, além de possuir função probiótica, estimulando o crescimento da flora intestinal e incentivando uma atividade intestinal mais saudável.

Aumento da imunidade: ao fazer o estímulo das bactérias boas do intestino, a defesa do corpo também é reforçada, pois 60% das nossas imunoglobulinas estão neles.

Rica em antioxidantes: a casca da berinjela possui flavonoides, que protegem o corpo de doença cardiovascular, câncer, diabetes, infecções virais e obesidade, por causa a sua ação antioxidante, que faz a proteção do DNA das células e evita inflamações. Quando a farinha é feita junto com a casca, mantém esses nutrientes.

Quantidade recomendada

É sempre bom conversar com um nutricionista ou nutrólogo para ver qual a quantidade indicada para cada caso particular, mas a quantidade pode variar de 1 a 4 colheres de sopa diárias.

Publicidade

É muito importante o consumo de 1,5 a 2 litros de água diariamente também, para que as fibras presentes possam cumprir as suas funções adequadamente, sem causar constipação e retardo no trânsito do intestino. É importante, que se faça também, o consumo de alimentos ricos em vitamina C, para evitar a formação de radicais livres.

A farinha pode ser consumida com iogurte, salada de frutas, cuscuz, arroz, e em diversas preparações culinárias, como em bolos, pães e biscoitos.   

Preparo da farinha

Pegue 1 quilo de berinjela e corte em fatias, com a casca e tudo. Coloque em uma forma e leve ao forno a uma temperatura de 200°C, por mais ou menos 2 horas, ou até que fique com a consistência crocante. Depois é só triturar o produto já desidratado em um liquidificador ou processador, até que vire um pó. A aparência é a de uma farinha de mandioca. Essa quantidade de berinjela rende 100 gramas da farinha. Depois é só guardar em um pote bem vedado, em local arejado e longe da luz. Pode ser na geladeira. #Alimentação Saudável