O reparo da fissura labial / palatina / labiopalatina é um procedimento cirúrgico que corrige a fenda que é formada durante o desenvolvimento fetal no lábio superior e/ou palato (conhecido como céu-da-boca), restaurando tanto a aparência quanto a funcionalidade deles. Leia abaixo 5 coisas que você deve saber sobre esta cirurgia de reparação:

1) Que idade uma pessoa deve ter para fazer a cirurgia de reparação da fissura palatina?

De acordo com o cirurgião buco-maxilo americano, Majid Jamali, "a melhor época para reparar uma fissura palatina é antes de o bebê começar a falar, que é entre os 10 meses de idade."

2) Que idade uma pessoa deve ter para fazer a cirurgia de reparação da fissura labial?

A cirurgia para corrigir a fissura labial pode ser feita em qualquer idade, supondo que as circunstâncias individuais da saúde da pessoa sejam aceitáveis para que ela se submeta aos processos de anestesia e procedimento cirúrgico.

Publicidade
Publicidade

3) Quanto tempo demora a cirurgia?

Geralmente, a cirurgia de reparação da fissura labial/palatina/labiopalatina pode levar de 2 a 4 horas, dependendo da gravidade da má-formação.

4) Existem riscos envolvidos?

De acordo com o otorrinolaringologista americano, Sherard A. Tatum III, "há riscos de complicações provenientes da anestesia, sangramento, obstrução da passagem de ar, infecção, possíveis lesões dentárias, possível não-fechamento por completo da fenda, entre outros."

5) Existem problemas com a fala depois da cirurgia de correção da fissura labiopalatina?

A cirurgiã plástica americana, Brooke French, explica que podem existir sim. Dependendo da gravidade da má-formação e da qualidade do tratamento de reparo feito, a pessoa pode ficar com uma fístula (pequeno buraco no palato), função muscular anormal da região envolvida, disfunção velofaríngea (incapacidade do palato mole fechar com as paredes laterais e posterior da faringe, resultando em um escape de ar nasal)."

Dicas da cirurgiã Brooke French!!

Ela recomenda procurar tratamento em centros especializados em fissuras ou anomalias craniofaciais, para que a pessoa seja avaliada por cirurgiões plásticos, otorrinolaringologistas, fonoaudiólogos e outros especialistas para, juntos, desenvolverem um plano de evolução da fala e melhoria da estética.

Publicidade

#fissuralabial #fissuralabiopalatina #Saúde